Encontro reúne Vereadores Mirins de SC

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O 8º Encontro Estadual de Vereadores Mirins realizado ao longo desta quarta-feira (13), na Assembleia Legislativa, reuniu aproximadamente 600 pessoas, entre vereadores mirins e profissionais da área da educação, oriundos de diversos municípios catarinenses. Com uma ampla programação, o evento promovido pela Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira abordou assuntos voltados a formação política, legislativa e social, permitindo assim um intercâmbio de experiências entre as Câmaras Mirins de todo o Estado.

Representando 34 câmaras municipais, estudantes com idade entre 9 e 15 anos acompanharam as palestras, que tiveram início com a participação do estudante de direito da UFSC, Israel Rocha. Engajado na política desde os 17 anos de idade, Israel falou sobre a importância da formação política para a cidadania, e como o conhecimento pode mudar a realidade da cidade onde as pessoas residem. Durante sua explanação, o jovem enfatizou que os alunos estão tendo a oportunidade de se tornarem politizados.

Já no período da tarde, quem deu início aos trabalhos foi o poeta e rapper Fábio Brazza. Conhecido por abordar a realidade política e social do país através das suas palavras, o artista abriu sua palestra com a música “Geração de Pensadores”. Após apresentação da música, muito conhecida pelos estudantes, Fábio fez um breve resgate da sua trajetória, lembrando que era um aluno rebelde e que não gostava de estudar. Porém, por intermédio da arte, ele afirma que se descobriu e, consequentemente, descobriu a importância do conhecimento. “Eu encontrei na arte uma maneira prazerosa de me inspirar e me transformar em um agente político. Dessa maneira me sinto realizado por fazer o que eu gosto e poder ajudar para que outros jovens vejam a importância de olhar ao seu redor, e ter consciência para realizar iniciativas que contribuam com a  construção de uma sociedade mais justa.”

Na ocasião, Fábio destacou que aos 16 anos gostava mesmo de jogar futebol, onde ingressou na categoria júnior do Palmeiras (SP), e ouvir samba. Inspirado no avô, Ronaldo Azeredo, que o ensinou a ouvir samba de verdade, introduzindo na sua vida nomes como Noel Rosa e Cartola para o garoto entender na prática. A partir daí ele conta que despertou para o conhecimento, onde ao longo dos anos adquiriu a linguagem universal, de onde vem tanta nostalgia brasileira em forma de ritmos e poesia expressadas com o rap. Fábio destaca que as 19 anos foi conhecer a tal batalha de rimas na estação Santa Cruz, em São Paulo, e saiu de lá campeão da modalidade. Entre seus sucessos está a música “Filho da pátria”, que promove uma reflexão do país em que nasceu.

Logo Marca

À frente do Núcleo de Educação para Cidadania, setor responsável pela execução do programa, a gestora Léia Medeiros destacou que uma das novidades da 8ª edição foi a apresentação da nova logo “Vereador Mirim”, marca do programa Vereador Mirim. Segundo ela, a iniciativa partiu após o programa aderir nas duas últimas edições um grande público de alunos (vereadores) juvenis de 12 a 15 anos, sendo que até então o programa Vereador Mirim trabalhava na faixa etária de 9 a 12 anos.

Comentários