Operação apreende meia tonelada de produtos de origem animal

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Um operação conjunta do Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Cidasc e Vigilância Sanitária Municipal e Estadual apreendeu quase 500 quilos de produtos de origem animal em estabelecimentos de Presidente Getúlio. Os itens, em sua maioria carnes, apresentavam diversas irregularidades como embalagens violadas, armazenamento em temperatura inadequada e alguns estavam inclusive vencidos e sem rótulo.

A responsável pela Vigilância Sanitária da ADR de Ibirama, Rosdalva Iumara Schroder, explica que a fiscalização de rotina, realizada nos dias 26 e 27 de setembro, fez parte do Programa de Proteção Jurídico Sanitária dos Consumidores de Produtos de Origem Animal (POA).

“Visitamos em Presidente Getúlio cinco supermercado e percebemos que em relação ao ano passado houve uma melhora significativa, os estabelecimentos estão procurando se adequar a lei, mas ainda assim encontramos várias irregularidades que nos deixam alarmados”, conta.

Ela ressalta que além do recolhimento dos produtos, que foram destinados a uma fábrica de ração em Timbó, os proprietários dos estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária e responderão a um processo.

”Essa é uma ação que pode acontecer a qualquer momento, até várias vezes por ano, e o maior objetivo é proteger a própria comunidade já que o consumo desses produtos pode representar risco à saúde pública causando doenças como intoxicação e até infecções bacterianas”, completa Rosdalva.

Além da Vigilância Sanitária da ADR de Ibirama, participaram ainda as vigilâncias das regionais de Taió, Ituporanga e Timbó que auxiliaram nos trabalhos.

Comentários