STF gastará R$ 5,6 milhões em manutenção de ar

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem um contrato de R$ 5,6 milhões para manter em pleno funcionamento o “clima” da Corte. O valor é destinado à empresa Almeida Franca Engenharia Ltda, que fica responsável pela prestação de serviços de operação, manutenção preventiva e corretiva e serviços sob demanda dos sistemas de ar condicionado nos imóveis do STF. O contrato iniciou em janeiro de 2017 e está vigente até junho do ano que vem.

Divisórias

O Superior Tribunal de Justiça reservou R$ 84,5 mil para fornecimento e a instalação, pela contratada, de divisórias acústicas retráteis, incluindo todos os elementos necessários e suficientes a sua completa execução. as especificações constantes do edital de licitação.

Berçário

O Tribunal de Contas da União (TCU) destinou R$ 1,1 milhão para a prestação de serviço de berçário para o programa de “Assistência à Mãe Nutriz Pro Mater”, nas dependências do edifício sede do da Corte de Contas. O valor compreende atividades relacionadas às áreas de cuidados com crianças em faixa etária de 3 a 15 meses.                    

O Tribunal Superior do Trabalho, por sua vez, reservou R$ 478,1 mil para a prestacao de servicos de berçário mediante cessao de mao de obra, incluindo desenvolvimento de habilidades psicopedagógicas, preparo de refeições, realizacao de procedimentos administrativos, limpeza e lavanderia, com fornecimento dos respectivos insumos, referente ao período de janeiro a dezembro de 2017.

Sistema de Votação

Já o Senado Federal está preocupado com as votações neste ano. A Casa empenhou R$ 329,5 mil para a prestação de serviço de manutenção preventiva e corretiva, com o fornecimento de peças novas e originais para o Sistema de Votação Eletrônica do órgão.

Comentários