Escolas da Regional de Ibirama recebem material de expediente

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

As aulas da Rede Estadual de Ensino iniciam apenas no dia 15 de fevereiro, mas desde já funcionários da Gerência de Educação da Regional de Ibirama estão trabalhando para que tudo esteja perfeito para receber os aproximadamente 7.200 alunos da região. Dessa forma, foi iniciada nesta semana a entrega de materiais de expediente para todas as escolas estaduais.

O assessor de direção da Escola Indígena de Educação Básica Laklãnõ, de José Boiteux, Alfredo Namblá Priprá, recebeu os materiais na tarde destra segunda-feira, dia 29, e conta que ficou feliz com a entrega, pois eles vão beneficiar mais de 360 estudantes da unidade. “Para nós é muito importante porque era uma necessidade e quando faltava alguma coisa a escola tinha que comprar ou mesmo os professores porque são materiais básicos para as aulas”, comentou.

O gerente de Educação da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama, Nilo Poffo, explica que a entrega foi possível graças a uma licitação realizada no ano passado. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 52 mil na compra de folhas ofício, cartolinas, pincéis, canetas e diversos outros materiais. “Sem isso a escola não funciona então estamos garantindo que não falte nada para nenhuma unidade”, ressalta.

Entrega de kits escolares para os alunos

Nilo adiantou ainda que os alunos de todas as escolas estaduais também serão beneficiados com a entrega gratuita de kits escolares enviados pela Secretaria de Estado da Educação (SED), contendo diversos materiais como cadernos, canetas, compassos entre outros itens. “O kit muda de acordo com o nível do aluno, se é fundamental ou médio, mas contém os materiais básicos, o que representa uma economia no orçamento de todas as famílias que não precisarão gastar tanto com a compra, mas esses kits vão fazer a diferença principalmente para aqueles que não têm condições de comprar os materiais de estudo.”

 

 

Comentários