Cras retoma atendimento em Agrolândia

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Equipe participou da primeira reunião de planejamento, nessa terça-feira

Após o período de férias, a equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) retornou às atividades nessa semana.

A primeira reunião de planejamento ocorreu ontem e, segundo a coordenadora do centro, Rita Mancilla, o momento é de reavaliação de tudo o que foi realizado durante 2017. “Agora, conseguimos verificar que muitas coisas foram bem feitas pela equipe, por isso, daremos continuidade àquilo que percebemos que deu certo”, explica ela. “Estamos reformulando o atendimento, otimizando o fluxo de serviços e os registros serão feitos de forma muito pontual”.

Também entrou em pauta a programação de eventos e campanhas para 2018. Rita adianta que, entre as maiores ações, estará a segunda edição do Café das Patroas, voltado ao Dia Internacional da Mulher. “Nossa intenção é de que seja um evento bem maior que o do ano passado, quando cem mulheres participaram, nesse ano, queremos ao menos dobrar esse público”, revela.

Oficinas

Semanalmente, uma turma de 12 adolescentes participa da oficina de culinária do Cras e a abertura de uma nova turma ocorrerá em breve. Para o mês de fevereiro, está confirmada a oficina de violão, que será oferecida duas vezes por semana.

Outra novidade para esse ano são os cursos do e-Pronatec, com aulas à distância, através da internet. Mesmo quem não tem acesso à rede em casa, poderá realizar o curso no Cras, onde quatro computadores estarão disponíveis para interessados. Nesse caso, as inscrições podem ser feitas até o dia 22 de março.

Rita ressalta que os cursos e oficinas são oferecidos com prioridade ao público do Cras. “Nosso público prioritário são usuários do Programa Bolsa Família, que tenham cadastro no Cad Único ou que tenham BPC (Benefício de Prestação Continuada)”, lembra ela. “Priorizamos nosso público e, somente se sobram vagas, abrimos à população”.

Interessados em se inscrever devem procurar o Cras, com documentos de identificação. No caso de menores, é necessário que um responsável acompanhe a inscrição. “Mesmo para a oficina que já está acontecendo, podem se inscrever, porque tão logo surja uma vaga ou nova turma, incluímos quem está inscrito”, orienta a coordenadora.

TEXTO: Djenifer May

Comentários