Galeria Schroeder de Rio do Sul reabre após reformas

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Galeria Schroeder: a renovação de um dos principais pontos comerciais de Rio do Sul

Há quase quatro décadas, o espaço é ponto de encontros, lazer e compras na Capital do Alto Vale

Foi da visão empreendedora da família Schroeder que nasceu um dos principais pontos comerciais de Rio do Sul: a Galeria Schroeder. Com um propósito inovador para a época, o espaço foi concretizado e abriu as portas na década de 80. Agora, com 37 anos de história, o ambiente se renova e novamente proporciona aos rio-sulenses um projeto revitalizado, moderno e pronto para receber a população para encontros, lazer e compras.

A reforma da Galeria Schroeder trouxe ares de modernidade, mas mantém viva a história da região central de Rio do Sul e se reinventa para acompanhar as mudanças pelas quais a cidade e seus frequentadores passam.

Mais conforto e aconchego

Todos os detalhes finais da reforma da Galeria Schroeder puderam ser conferidos na reinauguração do espaço. Um evento especial realizado no sábado, 03 de março, voltado à família Schroeder, lojistas e imprensa. “Esta é a primeira vez que a Galeria passa por uma transformação assim, por completo. É um orgulho pra nós fazer parte da história do comércio de Rio do Sul e queremos presentear lojistas e população com essa nova roupagem apresentada”, destaca uma das sócias do empreendimento, Daniela Mayerle, neta de Carlos Schroeder, idealizador da Galeria Schroeder.

Segundo a arquiteta e responsável técnica pelo projeto, Eliane Queiroz Gomes Castro, a reforma traz a galeria da década de 80 para a atualidade. “A revitalização contempla a mudança do teto, que recebeu gesso e nova iluminação. Paredes receberam pintura, o chão manteve as características originais, mas foi todo polido e está com mais brilho. Outra mudança são os espaços de lazer, bem como a comunicação visual. Rio do Sul pode esperar e contar com uma galeria que remete aos shoppings centers”, evidencia.

Ao longo dos 37 anos o espaço passou por diversas melhorias. Reformas pontuais que mudaram a fachada, cores internas e rampa de acesso. Dessa vez, a reforma faz parte de um olhar atento a demanda e a busca pelo aprimoramento dos serviços, segredos da longevidade da Galeria Schroeder. Um espaço atrativo para os empresários que escolheram o corredor como endereço e para a população, que opta pela variedade e qualidade dos produtos que compõem as vitrines mais charmosas de Rio do Sul.

Quase 40 anos de história

Apresentada como a galeria comercial mais antiga da cidade, o imóvel construído em 1981 pelo empresário Carlos Schroeder previa, inicialmente, a construção de duas torres, uma delas reservada para um hotel. Mas a crise da época afetou a continuidade do projeto, que sofreu alterações. Mesmo assim, ainda em concreto, foi inaugurada e virou um dos principais pontos de Rio do Sul. “A galeria é um negócio familiar. O projeto foi construído pelo meu avô e continua sendo administrado pela família. Faz parte da nossa história e de muitos rio-sulenses, que agora são novamente presentados com essa revitalização”, conta Daniela.

Administrada pela família de Carlos Schroeder, a Galeria também conta com outros sócios. Salas com entrada pela Av. Aristiliano Ramos, como lojas de O Boticário, Contacto, Afora e parte da loja MaHe, estão sob responsabilidade da viúva de Wiegand Eger, sócio do empreendimento.

Entre outras curiosidades que fazem parte da história do espaço está a disponibilidade de uma das salas para a Secretaria de Educação. No local construíram na década de 80 a Galeria de Arte Curt Schroeder, com exposição de dezenas de obras. A equipe do Juventus também usufruiu de uma das salas, onde funcionava um escritório de vendas de camisas e cobranças da mensalidade dos sócios torcedores.

Além destes, a história da Galeria Schroeder também faz parte da vida de muitas pessoas. As recordações dessas quase quatro décadas de amor por Rio do Sul poderão ser conferidas em uma exposição fotográfica, que ficará disponível na primeira quinzena de março, nos corredores da Galeria.

Comentários