Amim garante recursos para sala de parto humanizado em Taió

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O deputado estadual, João Amim, garantiu emenda parlamentar, do  orçamento impositivo, o valor de R$ 150.000,00, para adquirir equipamentos e adaptar um quarto na única maternidade da região de Taió.  Os recursos foram solicitados pelos vereadores do Partido Progressista, em audiência no gabinete de Amim, no final do ano passado. A instalação de uma sala de parto humanizado no Hospital e Maternidade Dona Lisette é uma reivindicação antiga que trará mais segurança e tranquilidade para as gestantes que optarem por essa modalidade de parto.

Acompanhado da mãe, a ex-prefeita de Florianópolis, Angela Amim, João esteve no final da tarde de ontem em Taió, onde repassou detalhes da liberação desses recursos. Estiverem presentes no ato, o presidente do PP local, José Gilmar Nasatto e o vice, Glademir Luiz Trentini, além de outras lideranças do partido.

O vereador Jair Alberto da Neves, o Jinho,  já havia conversado com o presidente do Instituto Vidas, Richard  Choseki, que administra o Hospital e Maternidade Dona Lisette e o Pronto Atendimento Municipal, onde agradeceu o empenho e garantiu esforços para fazer “a melhor quarto de partos de Santa Catarina”.

Apesar da popularidade do parto normal e da cesárea, o parto humanizado é o que menos oferece riscos à saúde da mãe e do recém-nascido, já que acontece de forma natural e segura. Em relação à gravidez, a política lançada pelo Ministério da Saúde entende o parto não só como um conjunto de procedimentos e técnicas, mas como um momento fundamental para a relação entre mãe e filho. Assim, a mulher passa a ser protagonista do seu parto.

As diretrizes estão voltadas à prioridade ao parto natural, de menor risco para a saúde da mãe e do bebê, e acompanham as mais recentes evidências científicas. Elas foram elaboradas por grupo de especialista e colocadas em consulta pública, com 396 contribuições, 84% feitas por mulheres.

Comentários