Servidores de Ibirama receberão reajuste de salário

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Aumento foi possível com o equilíbrio das contas públicas e projeção de aumento de arrecadação

Os professores e servidores públicos de Ibirama receberão aumento real em seus salários. Além do repasse do Índice Nacional de Preços do Consumidor (INPC) de 1,81%, projetado para o período de março de 2017 a fevereiro de 2018, professores receberão aumento real de 5%, resultando em 6,81% de reajuste sobre o salário base, e os demais servidores 2,19%, somando um incremento salarial de 4%.

Agora, o reajuste depende da aprovação de um Projeto de Lei encaminhado pelo Poder Executivo à Câmara de Vereadores de Ibirama.

De acordo com o prefeito, Adriano Poffo, a intenção é valorizar a pauta salarial dos servidores, que não recebia reajuste real desde 2011. “A revisão salarial alcançada só foi possível com o equilíbrio das contas públicas e nossa projeção de aumento de arrecadação. Valorizando o nosso servidor público, consequentemente ofereceremos um melhor serviço à comunidade, e ao valorizar o professor, vamos investir no futuro de nossas crianças”, comemora o prefeito.

Piso Nacional do Magistério

Com o reajuste de 6,81% dos professores, o município atende a legislação do Piso Nacional do Magistério. De acordo com o secretário de Fazenda e Administração, Fábio Luiz Fusinato, o município sempre respeitou o piso, disponibilizando o complemento salarial conforme a lei vigente nos casos específicos.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Vale Norte, Roseane Karsten, considerou a negociação positiva e aguarda a sensibilidade dos vereadores de Ibirama para aprovação do Projeto de Lei. “Foi um tema bastante discutido, mas exitoso. Esperamos continuar este bom diálogo com o Executivo no debate de pautas importantes para os servidores municipais”, comemora.

Se aprovado na Câmara de Vereadores, o reajuste deverá ser pago a partir do mês de maio.

Comentários