Número de deputados nos grandes partidos diminui depois da janela

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Protagonistas no cenário nacional, PMDB, PSDB e PT sofreram um encolhimento visível no tamanho de suas bancadas na Câmara. Apresentam números similares ou mesmo mais baixos aos de duas décadas atrás. Segundo levantamento do sire Poder 360, o PMDB é o caso mais evidente. Atualmente, a bancada tem 51 deputados, a menor desde que foi fundado, em 1965.

Em 1982, na 1ª eleição em que participou sob o nome de PMDB, a sigla chegou a eleger 200 deputados. No pleito seguinte, em 1986, conquistou 260 cadeiras. PT e PSDB conseguiram levar para a Câmara a popularidade de seus presidentes. No governo de Fernando Henrique Cardoso, o PSDB passou de 63 deputados em 1994 para 99 em 1998, sofreu  sucessivas quedas e ocupa o 4º lugar em tamanho, com 49 cadeiras.

Já o PT registra uma bancada tão enxuta quanto a de 20 anos atrás. Em 1998, elegeu 59 deputados. Hoje, tem 60. Nesse intervalo, a sigla sofreu altos e baixos. Em 2002, ano em que Lula foi eleito para o Planalto pela 1ª vez, a legenda conquistou 91 assentos na Câmara. Manteve-se com um número estável até 2010. O declínio do governo de Dilma Rousseff e escândalos envolvendo integrantes causaram o encolhimento da sigla. Perdeu 26 deputados nos últimos 8 anos. Mesmo com as reduções, PT, PMDB e PSDB constituem 3 das 4 maiores bancadas da Casa. Também seguem na liderança do número de filiados.

Uma explicação é a pulverização de partidos: há 25 legendas com deputados federais. É mais do que o registrado em praticamente todos os anos de eleição. A exceção é 2014, quando 28 siglas elegeram pelo menos um representante.

DEM EM ALTA

Em 1986, ainda sob o nome de PFL, o DEM elegeu uma bancada de 118 deputados. No período de 1998 a 2014, no entanto, registrou uma forte derrocada, perdendo uma média de 20 cadeiras na Câmara a cada pleito. Saiu das eleições passadas com apenas 21 deputados.

Quatro anos depois, o partido se recuperou e tem a 5ª maior bancada da Câmara, com 43 deputados. Durante convenção da sigla, em março, o pré-candidato do DEM ao Planalto, Rodrigo Maia (RJ), lembrou de quando o ex-presidente Lula afirmou que o DEM chegaria ao fim. E comemorou o retorno do crescimento da legenda.

PSL E PODEMOS

São 7 os partidos com candidatos que pontuam mais de 5% de intenção de votos, de acordo com pesquisa divulgada neste sábado pelo Poder360: PT (Lula ou indicado), PSL (Jair Bolsonaro), PSB (Joaquim Barbosa), PDT (Ciro Gomes), Rede (Marina Silva), Podemos (Alvaro Dias) e PSDB (Geraldo Alckmin).

Destes, apenas 2 –Podemos e PSL– apresentaram crescimento nos últimos anos. A sigla de Alvaro Dias mais que quadruplicou desde o pleito passado. Ganhou 13 cadeiras. O PSL tem apenas a 16ª maior bancada da Câmara. Mesmo assim, saiu de 1 deputado em 2014 para 8 após a janela,

O que mais perdeu proporcionalmente foi o PSB. A legenda encolheu 23,5%. O principal motivo é a aproximação com partidos de esquerda, o que causou o afastamento de congressistas mais ligados à pauta liberal.

A mais prejudicada, no entanto, é a pré-candidata da Rede, Marina Silva. A sigla perdeu metade de seus 4 deputados neste ano. Com duas cadeiras na Câmara e uma no Senado, a Rede não terá a garantia de participação nos debates eleitorais. A lei eleitoral determina que apenas partidos com, no mínimo, 5 vagas no Congresso podem exigir a presença nos debates.

O tamanho de cada bancada na Câmara

partido bancada eleita em 2014 bancada antes da janela bancada atual
PT 68 57 60
MDB 65 58 51
PP* 38 45 50
PSDB 54 46 49
DEM 21 33 43
PR 34 37 41
PSD 36 41 39
PSB 34 34 26
PRB 21 22 20
PDT 20 21 20
Pode 4 16 17
PTB 25 16 15
Pros 11 6 11
PC do B 10 11 10
SD 15 14 10
PPS 10 9 8
PSL 1 3 8
PSC 13 10 8
Psol 5 6 6
Avante 2 6 5
PEN 2 3 5
PV 8 6 4
PHS 5 7 4
Rede 0 2 2
PPL 0 0 1
total 502** 509*** 513
*conta inclui Jorge Boieira (SC), em licença médica. Ainda não foi convocado suplente / **soma dá menos do que 513 porque tabela não traz partidos que perderam deputados durante legislatura / *** alguns deputados estavam sem sigla.  Fonte: Câmara dos Deputados e líderes partidários/DataPoder
Comentários