Universitários discutem soluções para problemas locais

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Mais de 50 universitários vão participar de um desafio do Parlamento catarinense durante três dias. Eles foram selecionados para o 1º Hackathon Cívico da Assembleia Legislativa e terão que apresentar propostas viáveis e inovadoras para problemas reais nas áreas de saúde, educação e segurança, usando recursos de tecnologia, design e jogos.

A maratona de debates e ideias será realizada entre a noite desta sexta-feira (29) e o final da tarde de domingo, 1º de julho, nas dependências do Palácio Barriga Verde e da Escola do Legislativo, em Florianópolis.  Os detalhes do evento estão na página do Facebook da Escola do Legislativo.

As propostas vencedoras deverão ser apresentadas aos deputados em sessão ordinária, na segunda semana de julho. Além disso, a Alesc convocará uma sessão especial, em data ainda não definida, para homenagear os vencedores. As melhores propostas também serão encaminhadas aos presidentes de partidos que participarão das eleições estaduais majoritárias deste ano no estado, como colaboração dos jovens em possíveis ações de governo. O conteúdo ainda será repassado aos deputados que integram a Comissão de Legislação Participativa da Alesc.

O projeto Hackathon Cívico faz parte do Programa Conhecendo o Parlamento Catarinense, que tem o objetivo de tornar acessível à população as atribuições e atividades desenvolvidas pela Alesc, além de contribuir para a formação política e o exercício da cidadania.

Comentários