Ordem DeMolay em Taió comemora 100 anos da entidade no mundo

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O Capítulo Pedra Áurea da Ordem DeMolay no município de Taió, festejou 100 anos das atividades no mundo. A data foi lembrada pelo vereador Jair Alberto das Neves, o Jinho do PP, que destacou o trabalho voluntário da entidade no município.  

Já passaram pela irmandade, mais de 70 jovens de Salete, Rio do Sul e Pouso Redondo, que também fazem parte da entidade. Fundada em 2011, a entidade de jovens, vem realizando diversas campanhas e ações de filantropia.

A Ordem DeMolay nos municípios de Taió e região desempenha um trabalho importante, que muitas vezes não é atribuído o nome da entidade que realiza as ações, pelo simples fato de que o objetivo da Ordem não é ter seu nome como destaque, e sim ter a ação realizada como foco principal.

Em Sessão Especial, a Assembleia Legislativa também celebrou na noite de segunda-feira (18) os 100 anos da Ordem DeMolay , fundada em 24 de março de 1919 nos EUA por Frank Shermann Land.

Em carta enviada ao parlamento municipal, eles explicaram aos vereadores, as principais atividades desenvolvidas no município de Taió e da Região.

 

A Ordem DeMolay e atividades desenvolvidas no Município de Taió-SC

Prezados vereadores desta Casa Legislativa, a Ordem DeMolay é uma instituição existente no mundo inteiro, de fins filosóficos, filantrópicos e sem nenhuma finalidade lucrativa. A Ordem DeMolay visa o aperfeiçoamento do jovem, tornando-o um líder dentro da sociedade, através de sete virtudes que todo cidadão de direito deveria deter, sejam elas: amor filial, reverência pelas coisas sagradas, cortesia, companheirismo, fidelidade, pureza e patriotismo.

Nossa Ordem tem por objetivo criar bons cidadãos, que respeitam as leis, que convivem em harmonia com a sociedade, que auxiliam o próximo em suas necessidades básicas e educacionais e que, por meio do exemplo, sirvam como modelo a ser seguido por todos os jovens. Tem por patrocínio à Ordem DeMolay a Maçonaria, que possui os mesmos fundamentos e atuam os maçons como tios dos jovens membros da Ordem DeMolay, dando lhes conselhos, oportunidades e servindo como suporte.

Somente podem ingressar na Ordem DeMolay, jovens do sexo masculino com idade entre 12 e 21 anos, jovens estes que ao serem convidados a se tornarem membros, passam a se tratarem como dignos irmãos, afim de que possam ter a lealdade um do outro e desenvolver bons trabalhos para a população de seus municípios, bem como desenvolver o seu próprio interior.

A Ordem tem o nome “DeMolay”, em referência ao último Grão Mestre da Ordem dos Cavaleiros Templários, Jacques DeMolay. Jacques DeMolay foi queimado em praça pública na França há exatos 705 anos, no dia 18 de março de 1314, por ter sido condenado pela Inquisição por heresia e traição ao não denunciar seus irmãos da Ordem dos Cavaleiros Templários. Restava comprovada sua inocência, e sua condenação era fruto de decisões políticas. Sendo assim, pela sua profunda fidelidade para com a Ordem do qual participava, bem como com seus companheiros, seu nome foi escolhido como um herói mártir para ser o patrono da Ordem DeMolay.

A fundação da Ordem DeMolay, ocorreu em 1919 nos Estados Unidos, e foi trazido para o Brasil em 1980 por Alberto Mansur, que era maçom e ao conhecer a ordem, viu a capacidade de mudanças que ela traz na sociedade e na vida de um jovem. Os grupos que compõem a Ordem, denominam-se Capítulos, e em Taió a fundação ocorreu no ano de 2011.

Desde a fundação do Capítula Pedra Áurea da Ordem DeMolay no munícipio de Taió, mais de 70 jovens foram iniciados e muitos deles ativos até os dias atuais. Meninos de Salete Rio do Sul e Pouso Redondo também fazem parte dessa irmandade que já promoveu várias ações sociais nos municípios da região.

Pode-se citar como ações padrões da Ordem na região, a campanha do agasalho, cuja arrecadação remete-se aos familiares dos Maçons e DeMolays e a distribuição é feita para pessoas necessitadas; arrecadação de alimentos que no ano de 2018 foram arrecadados mais de 200kg de alimentos não perecíveis; filantropia de Natal, com a arrecadação de brinquedos e doces e a distribuição para as crianças, com apoio de escolas e demais entidades sociais; projeto de redação nas escolas públicas de Taió e Salete, onde foi atribuído um tema atual para estudantes até o 9° ano do ensino fundamental e a melhor redação seria premiada, fazendo com que se estimule o estudante a ter como padrão a leitura e escrita; e por fim, ações esporádicas em algum momento de necessidade ou com alguma pessoa que passe um momento difícil, a Ordem DeMolay sempre esteve presente.

Por fim, frisa-se que a Ordem DeMolay nos municípios de Taió e região desempenha um trabalho importante, que muitas vezes não é atribuído o nome da entidade que realiza as ações, pelo simples fato de que o objetivo da Ordem não é ter seu nome como destaque, e sim ter a ação realizada como foco principal. Instituições como essa, devem ser valorizadas pela população e pelos poderes executivo e legislativo, pois em uma sociedade que nitidamente está perdendo seus valores, necessita-se haver instituições que prezam pela moral e civilidade, dando esperança por dias melhores, pois o futuro não é da próxima geração, o futuro é agora.

Sendo assim, os membros do Capítulo Pedra Áurea da Ordem DeMolay, desejam à legislatura 2017-2020 muito sucesso e trabalho em prol da sociedade taioense, direcionando suas atividades não somente na fiscalização do executivo e criação de leis, mas sim na real necessidade do povo aos quais os senhores representam. Ainda, agradecem à todos os apoiadores do Capítulo, bem como a Loja Maçônica Pedra Áurea do Vale, a qual nunca mediu esforços para apoiar a causa da Ordem DeMolay e seus membros, fazendo com que isso se tornasse uma grande família com um único objetivo, termos uma sociedade melhor a partir de pequenos atos.

Capítulo Pedra Áurea da Ordem DeMolay

 

 

 

 

Comentários