Vereador diz que não se vendeu para dar apoio ao prefeito

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Vereador diz que não se vendeu ao ser contrário a abertura da Comissão Processante contra prefeito de Ituporanga

 O vereador Leandro Heinzen disse que não se vendeu ao ser contrário a abertura da Comissão Processante na Câmara de Vereadores em Ituporanga. Em entrevista à Rádio Sintonia FM o vereador explicou que não se vendeu e que continua com a consciência tranquila para comandar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que segue em andamento.

Ele disse que foi mal interpretado e que nunca recebeu vantagem financeira, nem no passado, na gestão do prefeito Arno e nem agora, com o prefeito Lorinho que está sendo investigado. Ele disse que mudou o voto, depois de analisar as ações julgados pelo Tribunal de Justiça a favor do prefeito.

Heinzen disse que buscou aconselhamento jurídico, e como presidente da CPI não teve a intenção e percebeu que existia muitas decisões de cunho político e com erros. Para ele o fato do Gaeco está investigando o prefeito e a situação do lixo, está muito tranquilo com sua decisão.  

 

 

Comentários