Anuncie aqui!
Publicado há 08:00 | Atualizado em 13/05/19 às 08:05

Ex-presidentes da República custam R$ 12 mil por dia à União

Presidentes brasileiros que deixam o cargo custam o equivalente a R$ 12 mil por dia aos contribuintes. Trata-se de gastos com até oito servidores comissionados (motoristas, seguranças, apoio pessoal e assessoramento) a que cada um tem direito. A União paga os salários, passagens e diárias em casos de viagens para acompanhar o ex-mandatário. Além disso, cada ex-presidente tem à disposição dois carros e o pagamento das despesas de combustível. Em 2018, os benefícios concedidos a cinco ex-presidentes — José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff — custaram à União R$ 4,6 milhões.

Nos quatro primeiros meses deste ano, as despesas com servidores à disposição deles e veículos chegaram a R$ 1,45 milhão, já com a inclusão do ex-presidente Michel Temer na lista. Os dados foram fornecidos pela Secretaria-Geral da Presidência da República, por meio da Lei de Acesso à Informação. O principal gasto é com o salário dos servidores: R$ 1,33 milhão em 2019; e R$ 3,35 milhões em 2018.