Ações do Ministério Público recuperam 608 milhões sonegados por empresas

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Em 2018, como resultado da repressão à sonegação fiscal no âmbito Estadual foram propostas pelo MPSC, 1827 ações penais, de pelas Promotorias Regionais da Ordem Tributária de Lages, Chapecó, Joinville, Criciúma, Blumenau, Itajaí e de Florianópolis, envolvendo montante de mais de R$ 608 milhões sonegados. No mesmo período, foram iniciadas 3.485 investigações para apurar a prática de crimes contra a ordem tributária.

A continuidade da atuação coordenada do Ministério Público no combate aos crimes contra a ordem tributária resultou em incremento de arrecadação do Estado. Apenas em 2018, R$ 94.114.934,89 débitos tributários originários de procedimentos investigativos e ações penais foram diretamente recolhidos aos cofres públicos e outros R$423.197.894,38 foram parcelados para serem recolhidos pelos investigados por delitos tributários.

 

Comentários