Brasil está acostumado a passar vergonha, diz Heleno sobre militar preso com cocaína

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

O ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Augusto Heleno, afirmou que o episódio do sargento preso com 39 kg cocaína no aeroporto de Sevilha, na Espanha, é uma vergonha para os militares, mas que o Brasil já está acostumado, pois passa vergonha há 20 anos.

As declarações foram dadas durante audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, marcada para discutir a apreensão de drogas em aeronaves militares. Heleno comentou fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que lamentou que o segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues não tenha sido detido na Indonésia, onde condenados por tráfico de drogas são executados.

O sargento integrava a comitiva de militares que prestava apoio à viagem do presidente a Tóquio, no Japão, onde participou de reunião do G20, grupo que reúne as economias mais importantes do mundo.

Comentários