Anuncie aqui!
Publicado há 09:47 | Atualizado em 06/09/19 às 09:09

Servidor é exonerado após apresentar diploma considerado falso

O assessor de gabinete da presidência da Câmara de Vereadores de Brusque, Ademir Luiz de Souza, o Toto, foi exonerado do cargo depois de recomendação do Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) que instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra o servidor. O inquérito foi instaurado após o MP-SC ser informado de que Toto foi nomeado para ocupar cargo comissionado de assessor de gabinete da presidência da Câmara de Brusque sem possuir o grau de escolaridade exigido, que é o de Ensino Médio completo.

Ele teria cumprido esta exigência apresentando um falso diploma emitido em fevereiro de 2019 pelo Centro Educacional Carioca, entidade que possui inúmeros processos e reclamações em virtude do seu descredenciamento pela Secretaria de Educação do Rio de Janeiro. No diploma, é informado que Toto teria concluído o Ensino Médio em 21 de janeiro de 2019.

JORNAL O MUNICÍPIO DE BRUSQUE