Anuncie aqui!
Publicado há 06:46 | Atualizado em 01/10/19 às 06:10

Aeroporto que custou R$ 60 milhões ainda não abriu

Continua a dramática saga do Aeroporto Regional do Planalto Serrano, instalado em Correia Pinto. Sua construção iniciou em 2002, a estrutura já gera gastos para o Governo do Estado, mas ainda não existem voos comerciais. A cada vistoria, surge uma nova exigência. Uma das últimas diz respeito a um morro que fica próximo à pista.

O detalhe não é permitido pela Anac e, como ninguém tinha prestado atenção nele, a coisa emperrou de novo. Mesmo sem funcionar, o aeroporto já gera despesas desde janeiro de 2018, quando o ex-governador Raimundo Colombo assinou com a Infraero um repasse mensal de R$ 127 mil mensais para a operacionalização. Segundo o governo essas questões estão em fase de conclusão pela Infraero. Hoje  valor é de R$ 140 mil. São quase R$ 3 milhões de lá até aqui. Já foram investidos R$ 63 milhões no aeroporto em voos comerciais que deveriam ter sido iniciados no fim de 2018. Não há prazo para que a operacionalização aconteça.