Anuncie aqui!
Publicado há 18:25 | Atualizado em 27/11/19 às 02:11

Briga e confusão na Câmara de Vereadores

A Câmara de Vereadores de Florianópolis registrou uma nova confusão na tarde de terça-feira (26), após o presidente da Casa, Roberto Katumi, encerrar a sessão sem permitir que um dos parlamentares concluísse a fala. Houve discussão e outro vereador tentou registrar o bate-boca com o celular, mas acabou sendo impedido por causa de um tapa desferido por Katumi.

O motivo do atrito entre os vereadores Vanderlei Farias (Lela) (PDT) , Roberto Katumi Oda (PSD), Pedro de Assis Silvestre (Pedrão) (sem partido) e Maikon Costa (PSDB) teria sido a tentativa do vereador Lela de exibir um vídeo no plenário. O material seria uma denúncia de possíveis irregularidades nos contratos das Organizações Sociais (OS) na área da educação.

O presidente da Casa, Katumi, encerra a sessão enquanto o vereador Lela tentava falar na tribuna. Lela reclama e joga papéis sobre a mesa. Ele se aproxima de Katumi e é afastado por Pedrão. Enquanto isso, o vereador Maikon Costa tenta registrar a cena com o celular, quando o vereador Katumi dá um tapa do aparelho. O equipamento seguiu com o dispositivo para gravar ligado.

Para Katumi, a sessão foi encerrada pois o tema discutido não era o do projeto em questão. Ele afirma que o regimento é claro: tem que discutir a matéria naquele momento, sem desvio de assunto. Além disso, afirmou que o vereador Gabrielzinho (PSB) foi desrespeitado.

Lela justificou informando que teve o direito de utilizar a tribuna violado. Ele diz que foi impedido de realizar o seu trabalho pelo presidente da Câmara. Segundo o vereador, ele já havia tentado fazer denúncias sobre possíveis irregularidades no funcionamento das OS na área da educação do município em outros dois momentos e também teria sido impedido.

O vereador Maikon Costa afirmou que o presidente finalizou a sessão arbitrariamente e que estava gravando a intervenção dos vereadores Lela e Pedrão, que cobravam o presidente do fato. Segundo ele, o vídeo tinha o intuito de mostrar a verdade dos fatos, dar transparência e mostrar a conduta do presidente. O vereador registrou boletim de ocorrência.

Pedrão, que aparece no vídeo junto com Lela e Maikon Costa logo depois do encerramento da sessão, diz que é vergonhoso o comportamento do presidente da Casa. Para ele, o presidente da Câmara precisa reconhecer o erro para que haja uma reconciliação.

A Câmara de Vereadores de Florianópolis informou que o vereador Katumi, como presidente da Casa, já havia se manifestado em nome da instituição. As atividades desta quarta-feira (27) estão mantidas.

O vereador Pedrão, postou um vídeo para explicar a situação caótica do parlamento municipal da capital Catarinense