Anuncie aqui!
Publicado há 01:06 | Atualizado em 04/12/19 às 01:12

Sócios da Unii Tranding têm prisão temporária prorrogada

Os sócios da empresa Uni Trading, presos na terça-feira (26), na operação Pedra Angular, coordenada pela Delegacia de Polícia Civil de Taió, tiveram a prisão temporária prorrogada por mais cinco dias. O Poder Judiciário acolheu o pedido da Polícia Civil e prorrogou a prisão que terminaria no sábado (30). De acordo com o, as investigações ainda estão sendo realizadas.

A ação coordenada pela Delegacia de Polícia Civil de Taió apura a prática de crime contra a economia popular (pirâmide financeira) e lavagem dinheiro praticados pelos suspeitos, por intermédio da empresa Unii Trading que tem filiais em outras cidades do Estado. Os investigados prometiam lucros de até 400% a partir dos valores investidos pelas vítimas. Os investimentos partiam de R$ 500 até R$ 1 milhão.

Delegado Jackson Guasseli Pessoa