- A informação que gera opinião!

Governo ALEXANDRE e EMERSON deverá gastar MEIO MILHÃO só com PUBLICIDADE até final de 2022, e vereador INVESTIGA gastos EXTRAS

Termos aditivos de contratos foram assinados entre Prefeitura de Taió e Rádio Educadora, Rádio Demais FM, Red Web TV Online e RBA TV. As quatro emissoras já receberam dinheiro do Executivo durante todo o ano de 2021. Com a renovação, contratações vão vigorar até 31 de dezembro do próximo ano, data que marca a metade do mandato dos gestores. Até lá, a projeção é que esses gastos devem mais que dobrar. E, até o final da atual gestão, a despesa total com publicidade é estimada em R$ 1 milhão. Em vez de os contribuintes terem que arcar com tais custos, os meios de comunicação deveriam cumprir com seu dever de informar livremente. Ganhar verbas ou cobrar por serviços jornalísticos fere princípios éticos e compromete a isenção das notícias, além de prejudicar o público e derrubar a credibilidade dos veículos de comunicação que adotam essa prática condenável.

Por Redação

31 de dezembro de 2021

às 11:00

Compartilhe

O prefeito Horst Alexandre Purnhagen (MDB) assinou, no final de novembro passado, os quatro primeiros termos aditivos de contratos que prorrogam as despesas do executivo com duas emissoras de TV e duas rádios: Educadora FM, Demais FM, Red Web TV Online e RBA TV.

Com isso, o total de gastos do Município de Taió (SC) com a compra de espaço na mídia local e regional irá dobrar e poderá saltar para aproximadamente R$ 500 mil reais, apenas nos dois primeiros anos da gestão “Alexandre e Emerson”.

Quem paga essa conta, através dos impostos, são os contribuintes taioenses.

2021 e 2022: Rádio Educadora, Red Web TV Online, Rádio Demais FM e RBA TV

Os quatro termos aditivos de prorrogação, firmados com os veículos de comunicação credenciados na modalidade de inexigibilidade de licitação e dispensa de licitação, estendem a vigência dos serviços de 1º de janeiro até 31 de dezembro de 2022.

Os documentos do Portal da Transparência informam que “as demais cláusulas do contrato original permanecem inalteradas”.

A Rádio Educadora FM, que recebeu R$ 25 mil pelo contrato original de abril a dezembro de 2021, ganhará outros R$ 25 mil até final de 2022 com o aditivo ao contrato. Porém, como o contrato inicial traz o valor de “R$ 3.000,00 mensal”, o gasto poderia saltar para R$ 36 mil em 12 meses.

A Red Web TV Online Ltda também ampliará o faturamento até o final do próximo ano em pelo menos R$ 25 mil. Em 2021, o edital de credenciamento trouxe o preço de R$ 25 mil, mas o serviço foi homologado pelo prefeito Alexandre com o valor de R$ 36 mil.

O termo aditivo com a Rádio Demais FM, representada pela Rede Serrana de Radiodifusão Ltda, também prevê pagamento de mais R$ 25 mil em 2022. O valor, em 2021, era de R$ 3 mil por mês.

Já a RBA TV, representada pela Fundação Osny José Gonçalves (Rede Bela Aliança), garantiu outros R$ 20 mil através do aditivo “para transmissão de inserções institucionais do Município de Taió”, com tempo de “30 segundos cada” e “abordando temas do Poder Executivo” no ano que vem. Em 2021, ao valor de “R$ 300,00 (trezentos reais) por inserção”, a emissora já havia garantido faturamento de outros R$ 20 mil.

Gastos extras?

O vereador Eder Ceola (Podemos) está fiscalizando a denúncia de uma suposta elevação dos gastos da prefeitura com um dos veículos de comunicação.

A suspeita é que, além dos contratos já estabelecidos com o prefeito Alexandre, possa existir cobrança de valores extras para transmissão de eventos realizados na cidade.

O parlamentar já solicitou documentos para afastar qualquer dúvida em relação à desconfiança.

Torneira aberta: Prefeitura e Câmara de Vereadores de Taió devem gastar R$ 1 milhão com publicidade neste mandato

A Red Web TV Online Ltda também possui um contrato de R$ 15,6 mil com a Câmara de Vereadores de Taió, acordo válido entre julho e dezembro de 2021.

Se houver renovação deste acordo para o próximo ano inteiro, os custos totais dos aditivos com todos os veículos de comunicação poderiam chegar a R$ 300 mil reais para os cofres da prefeitura taioense.

Mas, na prática, os valores mensais pagos às emissoras acabam superando os números que aparecem nos contratos. Ou seja, aquela previsão de R$ 3 mil, vira R$ 4 mil e, não raras vezes, ultrapassa até os R$ 5 mil por mês para um só veículo.

Assim, a estimativa é que a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Taió – juntas -, gastem, até o final do atual mandato, R$ 1 milhão em publicidade. Isto é, média de R$ 250 mil a cada ano de gestão.

Lembrando que o Executivo é que repassa as verbas que abastecem o orçamento do Legislativo, conforme rege a Constituição (Art. 168).

Compra de espaço ‘jornalístico’ é atentado à ética

Oficialmente, o gasto é “destinado à publicação de boletim para divulgação de atos oficiais, informes, avisos e campanhas educativas” de interesse da prefeitura de Taió.

No entanto, o que ocorre de fato é a compra de espaços em veículos de comunicação, e quase todo o conteúdo produzido nestas condições chega ao público disfarçado de ‘notícia’, quer dizer, não é jornalismo, é uma prática considerada antiética.

O jornalismo sério não se presta a esse tipo de serviço.

Afinal, o dinheiro lança uma espécie de cabresto sobre o contratado.

Assim, quem paga para divulgar notícias também acaba por calar qualquer tipo de crítica, o que é dever da atividade jornalística sempre que houver algo errado.

Além disso, o público – formado pelos contribuintes que estão pagando a conta através dos seus impostos – é prejudicado pelo consumo de informação parcial.

Sem falar que o próprio veículo de comunicação perde totalmente a sua credibilidade.

Por isso, portais independentes como o Alto Vale Agora, crescem cada vez mais na região.

Taió na mira

A prática condenável de compra de espaço em rádios e TVs vem ocorrendo ao longo das últimas administrações municipais de Taió, sob o comando do mesmo grupo político: MDB e PSDB, na prefeitura e, PSD, na Câmara de Vereadores.

Qual sua opinião sobre esse tipo de despesa?

Participe! Comente!

(Rádio Educadora Taió Ltda: Contrato Superior 22/2021 e Contrato Aditivo 1/2021 | Red Web TV Online Ltda: Contrato Superior 23/2021 e Contrato Aditivo 1/2021 + Contrato Superior: 09/2021. Licitação: 2/2021 (Câmara de Vereadores de Taió) | Rede Serrana de Radiodifusão Ltda: Contrato Superior 24/2021 e Contrato Aditivo 1/2021 | Fundação Osny José Gonçalves (RBATV): Contrato Superior 12/2021 e Contrato Aditivo 1/2021)

Fonte: Redação

Últimas notícias

Eder Ceola pede “instauração de Inquérito Civil Administrativo” contra Rozi Terezinha de Souza para apurar pagamentos totais de R$ 1,2 milhão a médico credenciado pela prefeitura.
Campeã da gastança na atual legislatura, vereadora “Solange dos Doces” (PP) já vampirou, sozinha, R$ 71 mil dos cofres públicos; mas comilança de dinheiro dos contribuintes já infectou todo o legislativo municipal, maior devorador de recursos entre todas as Câmaras do Alto Vale.
Enquanto aponta o dedo para falha dos outros, José Thomé esqueceu de fazer suas próprias lições de casa em Rio do Sul (SC). Adivinha quem paga pelo descaso e pelas lambanças dos políticos na última cheia...