- A informação que gera opinião!

Ação da comarca de Xanxerê é solucionada em grau recursal por meio da conciliação

A conclusão da ação ocorreu por meio do Programa de Conciliação e Mediação de 2º Grau.

Por Redação

23 de setembro de 2021

às 12:00

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 O Programa de Conciliação e Mediação de 2º Grau conseguiu resolver mais uma demanda, desta vez uma ação que tramitava desde o ano de 2016 na comarca de Xanxerê. A sentença, proferida em maio de 2019, foi objeto de vários recursos. O último deles, uma apelação cível que tramitava na 2ª Câmara de Direito Comercial. A audiência, intermediada pela conciliadora Giordani Flenik, ocorreu no dia 16 de setembro e contou com a participação efetiva dos procuradores das partes, que, após o ato, formalizaram o acordo no montante de R$ 350 mil, por meio de petição nos autos.

 Segundo Giordani, “a condução da audiência por conciliador capacitado e advogados comprometidos em solucionar o conflito de forma consensual, utilizando o conhecimento jurídico para alinhavar a transação, é de extrema importância para o litígio processual. O advogado experiente utiliza a audiência conciliatória como uma ponte para encurtar o trajeto, orientando seus clientes para qual caminho seguir, visando primordialmente a busca de uma solução pacífica e respeitosa do problema”.

 O Programa de Conciliação e Mediação de 2º Grau realiza audiências de processos em grau recursal, bem como de projetos que envolvem grandes empresas litigantes. Entre os meses de janeiro e agosto deste ano, realizou 542 audiências de conciliação e mediação, alcançando 2,8 milhões de reais em negociações. Segundo a servidora Ana Carolina Treis, atualmente o programa conta com um quadro de 13 conciliadores e realiza pautas diárias de audiências, todas em formato virtual, considerando a redução dos custos e a abrangência territorial dos processos. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected]

 Fonte: TJSC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Liminar em ação ajuizada pelo MPSC por suposta fraude em concurso público proibia novos contratos.
A decisão é do 2º Juizado Especial Cível da comarca de Balneário Camboriú.
Ação da 1ª Promotoria de Justiça aponta suposta prática de homicídio triplamente qualificado: como feminicídio, pelo motivo torpe e por impossibilitar a defesa da vítima.