- A informação que gera opinião!

Após mudança na gestão, Porto de Laguna aumenta operação e dobra faturamento

As receitas do terminal passaram de R$ 596 mil em 2019 para R$ 1,27 milhão em 2020.

Por Redação

28 de julho de 2021

às 09:40

Compartilhe

 Menos de dois anos após o Governo do Estado assumir a gestão do Porto de Laguna, o cenário no terminal pesqueiro é de um aumento nas operações que resultou em faturamento anual mais de duas vezes superior aos registrados anteriormente. As receitas do terminal passaram de R$ 596 mil em 2019 para R$ 1,27 milhão em 2020, um incremento de 113%. Os bons resultados se mantêm em 2021, com R$ 622 mil faturados só no primeiro semestre.

 De acordo com o gerente executivo do Porto de Laguna, Fernando Vechi, a melhoria dos resultados financeiros está diretamente associada ao aumento na operação com pescados. “Fizemos um trabalho intenso de divulgação do Porto de Laguna junto a vários armadores, visitando muitos deles e garantindo que eles encontrariam os insumos de que precisam e tratamento isonômico caso decidissem operar aqui. Isso foi fundamental”, explicou.

 Outras iniciativas foram a melhoria nos contratos de arrendamento, como a terceirização da produção de gelo, que aumentaram o faturamento e melhoraram a operação. O Governo do Estado exerce a gestão do porto por meio da SCPAR.

 Planejamento para o futuro

 Historicamente deficitário, o Porto de Laguna passou a reduzir os prejuízos anuais e se encaminha para a autossustentabilidade financeira. Para isso, há estudos para implantar um Plano de Desenvolvimento e Zoneamento, que viabilizará novos contratos de arrendamento e planejamento para a dragagem do berço do porto, de modo que haja maior segurança para as embarcações entrarem, independentemente das condições meteorológicas e do mar.

 “Esta é uma situação que vem de décadas e demanda investimentos significativos. Estamos trabalhando para conseguir o projeto, a partir do qual poderemos ir em busca de recursos para executar. Com isso, teremos mais estabilidade para as operações em Laguna, que historicamente dependem muito das condições do mar”, explicou o gerente.

 Fonte: Secom/SC

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.