- A informação que gera opinião!

Cadastramento para próximo Drive-Thru de vacinação é encerrado em Rio do Sul

700 doses para pessoas do público em geral e 300 para a indústria foram reservadas em poucos minutos.

Por Clóvis Eduardo Cuco -

19 de julho de 2021

às 09:20

Compartilhe

 Pelo menos mil pessoas estão cadastradas para receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na próxima terça-feira (16), em Rio do Sul. A imunização será em Drive-Thru no Centro de Eventos Hermann Purnhagen das 17h às 19h, incluindo pessoas de 35 a 39 anos, o chamado “público em geral”, e funcionários da indústria, de idade entre 18 e 34 anos. Todos se cadastraram em formulário nesta sexta-feira (16), disponibilizado no site da prefeitura.

 O cadastramento teve um pouco de instabilidade pelo alto número de acessos simultâneos ao site, mas os nomes já estão arquivados. A secretária de Saúde de Rio do Sul, Roberta Hochleitner, lamenta que no momento em que mais pessoas estão sendo incluídas no público-alvo da campanha, poucas doses estejam disponíveis.

 “Seguramente, se pudéssemos, faríamos cadastro de toda a população para vacinar de imediato. Mas não temos como garantir nem mesmo o agendamento das doses. Há um esforço para o envio de doses por parte do governo do Estado e Federal, mas bastante insuficiente com o tamanho da população”, explica.

 Informações sobre a vacinação contra a Covid-19 em Rio do Sul: https://bit.ly/painelvacinariodosul

 Fonte: Departamento de Comunicação, Prefeitura de Rio do Sul

Últimas notícias

Ao responsabilizar secretária Rozi Terezinha de Souza pela irregularidade envolvendo servidor que não bateu ponto no intervalo do almoço durante um ano, Eder Ceola foi enfático: “Ela tem que devolver esses R$ 7 mil [que o médico faturou a mais por mês] para o povo.” E acrescenta: “O que mais me deixa triste, é que dava pra tirar todas as filas da ressonância” com o dinheiro das horas extras pagas ao especialista de forma indevida.
Gestor público taioense terá que se empenhar bem mais para garantir a liberação de outros R$ 6 milhões necessários à construção do anexo do Hospital e Maternidade Dona Lisette e cumprir promessa de instalação de uma UTI no quinto andar do futuro bloco.
Para vergonha da sua gestão, Horst Alexandre Purnhagen (MDB) mantém o fracasso que vem do mandato anterior. O político ainda não conseguiu concluir uma simples ponte estaiada bem no coração da cidade. E o pior: um aditivo, recém-assinado, fez o custo do serviço aumentar R$ 470 mil.