- A informação que gera opinião!

Comissão debate crise no transporte púbico provocada pela pandemia

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na sexta-feira (18) para discutir as políticas de financiamento do transporte púbico.

Por Redação

18 de junho de 2021

às 14:34

Compartilhe

 O deputado Rodrigo Coelho (PSB-SC), que pediu a audiência, lembra que com a pandemia da Covid-19 a queda da demanda de passageiros no sistema de transportes públicos atingiu 80%, enquanto que a readequação da oferta ocorreu em níveis muito menores.

 “A Câmara dos Deputados e o Senado Federal tentaram resolver parte do problema financeiro dos sistemas de transporte público, com a aprovação do Projeto de Lei 3364/20, que destinava recursos financeiros da União para Estados, Distrito Federal e Municípios, em caráter emergencial em razão do estado de calamidade pública”, disse. O projeto, no entanto, foi vetado pelo presidente da República por razões de ordem técnica e econômica.

 Para Rodrigo Coelho, a comissão precisa debater o assunto, “para que possamos identificar possíveis soluções para esse grave problema, pois o transporte público coletivo é um direito do povo brasileiro e cabe ao parlamento brasileiro garantir o pleno exercício desse direito social previsto na nossa Carta Magna”.

 Fonte: Agência Câmara de Notícias

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.