- A informação que gera opinião!

Gastos de prefeitura só com transporte escolar atingem R$ 4,6 milhões

Município tem cinco contratos e sete aditivos firmados com empresas do setor para transportar alunos até final de 2021.

Por Redação

13 de agosto de 2021

às 09:00

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Os gastos da prefeitura de Ibirama (SC) com a prestação de serviços de transporte escolar atingem a soma de R$ 4,6 milhões. Os cinco contratos e sete aditivos de terceirização foram assinados pelo prefeito Adriano Poffo (MDB) e têm validade até o fim deste ano. Todos os acordos prevêem a “contratação de serviços especializados destinados para transporte escolar de alunos do ensino infantil, fundamental e médio local, bem como superior e profissionalizante intermunicipal”.

 De acordo com os dados disponibilizados no Portal da Transparência, as seguintes empresas têm acordos com a prefeitura do município do Alto Vale do Itajaí: Renotur Agência de Viagens Ltda, Majetur Viagens Ltda – EPP, BVA Transportes e Turismo Ltda, JK Turismo Ltda ME e Trans Braatz Tur Transporte de Passageiros Ltda – EPP.

 A fonte de recursos citada nos documentos são as “receitas, impostos e transferências de impostos” vinculadas à Secretaria de Educação, Cultura e Esportes.

 O maior contrato e seu aditivo, no valor total de R$ 1,16 milhão, foram firmados com a BVA Transportes e Turismo Ltda – ME. Já o menor deles e seu respectivo aditivo, somando R$ 621 mil, foram assinados entre o Executivo Municipal e a Majetur Viagens Ltda – EPP.

 Contratos, aditivos e valores

 Os contratos para terceirização do transporte escolar foram estabelecidos no começo de 2021. Os aditivos, mais para o final do primeiro semestre deste ano.

 O valor total é de R$ 4.607.574,59.

 Abaixo, os números de cada negócio, de acordo com os dados tornados públicos pela prefeitura de Ibirama.

 • BVA TRANSPORTES E TURISMO LTDA – ME: R$ 1.162.522,75 (Contrato: R$ 984.084,86 + Aditivo: R$: 178.437,89)

 • TRANS BRAATZ TUR TRANSPORTE DE PASSAGEIROS LTDA – EPP: R$ 1.022.306,40 (Contrato: R$ 829.541,52 + 2 Aditivos: R$ 44.870,40 e R$ 147.894,48)

 • JK TURISMO LTDA – ME : R$ 905.185,40 (Contrato: R$ 851.832,40 + Aditivo: R$ 53.352,00)

 • RENOTUR AGÊNCIA DE VIAGENS LTDA: R$ 896.293,40 (Contrato: R$ 844.698,40 + 2 Aditivos: R$ 45.322,00 e R$ 6.273,00)

 • MAJETUR VIAGENS LTDA – EPP: R$ 621.266,64 (Contrato R$: 593.800,74 + Aditivo: R$ 27.465,90)

 E aí?

 Para ajudar nesse trabalho de fiscalização, o Alto Vale Agora divulga números como estes no portal de notícias. Afinal, a transparência dos gastos do poder público é um direito do contribuinte e deve ser a mais ampla possível para que toda a população acompanhe como o dinheiro público está sendo usado.

 E você? Costuma reservar um tempo para acompanhar as finanças do seu município ou cobrar que o seu vereador fiscalize isso?

 Fonte: Da Redação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Uma das principais rodovias de Santa Catarina coleciona ‘panelas e crateras’. Precariedade desafia motoristas que escapam até pelo acostamento, detona veículos e coloca vidas em risco. Mas não parece envergonhar autoridades coniventes com o descaso.
“Há fundadas razões para que tenha ocorrido direcionamento no procedimento licitatório”, “superfaturamento” e custos quase triplicados em contrato de R$ 1,36 milhão, alerta representação encaminhada por Eder Ceola.
Dirigindo no conforto da ‘nave’ paga pelo povo, agora, Cesar Panini, talvez, poderá enxergar melhor – através dos grandes vidros do luxuoso SUV zero km - que a crise enfrentada pelos trabalhadores só cresce na pandemia.