- A informação que gera opinião!

Moisés libera recursos para pavimentação da Rodovia da Imigração Italiana

A rodovia fica em Pedras Grandes, no sul do estado.

Por Redação

9 de agosto de 2021

às 09:40

Compartilhe

 Prestes a completar 99 anos de idade, Aldo Felippe nunca perdeu as esperanças de que um dia a pavimentação dos acessos a Azambuja, em Pedras Grandes, começasse a se tornar realidade. Na manhã desta sexta-feira, 6, testemunhou de perto a assinatura do convênio do Governo do Estado com o município para asfaltar 7,6 quilômetros da Rodovia dos Imigrantes.

 O governador Carlos Moisés autorizou o repasse de R$ 14,9 milhões para começar a tirar do papel a obra mais esperada da história da comunidade, berço da colonização italiana no Sul de Santa Catarina.

 “Além de carros, caminhões, ciclistas e pedestres, passa por aqui toda a nossa história. A pavimentação é mais um capítulo que estamos escrevendo. Desde 2019 temos trabalhado muito para colocar os recursos públicos a serviço dos catarinenses, e aqui temos um exemplo muito claro disso”, afirmou Carlos Moisés.

 Foi pela via, hoje conhecida como Rodovia da Imigração Italiana, que os primeiros colonizadores italianos avançaram em direção ao Sul de Santa Catarina, a partir de 1877. A obra contempla dois trechos ainda não asfaltados entre o distrito de Azambuja e a área central de Pedras Grandes. A execução ficará a cargo da Prefeitura.

 O prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi, lembrou que a rodovia é parte indissociável da história do Sul de Santa Catarina. “A pavimentação da primeira etapa é um gigantesco passo para o desenvolvimento da nossa região. Desde os primórdios, no século 19, já se falava da importância da estrada para a Colônia Azambuja. O Estado tinha essa dívida com a comunidade, com a história, com os pioneiros. Hoje é um dia de muita alegria”, declarou Filippi.

 Fonte: Secom/SC

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.