- A informação que gera opinião!

Mortes por Covid-19 em Santa Catarina diminuem 86% em cinco meses

A taxa de letalidade no país é de 2,8%, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

Por Redação

11 de outubro de 2021

às 13:20

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Nos últimos meses, o Estado registrou uma diminuição significativa no número de mortos em decorrência do coronavírus. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), de março – mês mais crítico da pandemia – até setembro, os números apontam para uma redução de 86,24%. O decréscimo foi observado mês a mês. Em março, foram perdidas 3.648 vidas para a Covid, enquanto agosto foram 660 e setembro, 500 – sendo estes os dois primeiros meses do ano a registrar menos de mil mortes/mês.

 “Ainda são números altos de óbitos, mas claramente houve uma mudança significativa na ação do vírus, graças a medidas acertadas da Secretaria da Saúde e estarmos entre os três estados que mais vacinaram no país. O resultado da imunização está sendo exposto nos números”, destacou o secretário da Saúde André Motta Ribeiro.

 A redução é o reflexo ainda de outros índices observados pela SES, entre eles o de ocupação de leitos de UTI. Em 31 de março, a taxa de ocupação chegava a 98,8% com fila de espera por leitos em algumas unidades. A fila foi zerada em 9 de julho e a ocupação seguiu reduzindo, chegando a 61,9% na quinta-feira, 7.

 O Estado está entre os três que possuem as menores taxas de letalidade por Covid-19 no país, com 1,6%, ao lado de Roraima e Amapá, sendo que SC possui uma população acima de 7 milhões de habitantes, enquanto os dois outros estão abaixo de 1 milhão. “É importante observarmos os números da população para entendermos o resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido frente à pandemia. Mesmo com uma população maior que muitos outros entes da população, conseguimos manter uma taxa de letalidade bem abaixo da média nacional”, complementa o secretário.

 A melhora nos índices de combate à pandemia vem sendo ainda demonstrada na Matriz de Risco potencial que há duas semanas registra regiões em risco moderado (cor azul). Fato ainda inédito desde a implementação da Matriz em julho de 2020.  

Fonte: Secom/SC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

O estudo faz parte de um projeto, iniciado em 2020, para criar um novo kit de detecção do coronavírus.
Os dados são do Vacinômetro do Estado desta quarta-feira, 13.
Os municípios passam a adotar medidas para garantir a oferta ampliada de pontos de testagem e realizar monitoramento na atenção básica para sintomas suspeitos.