- A informação que gera opinião!

MPSC doa carro à FLORAM para fortalecer a fiscalização ambiental em Florianópolis

O veículo foi entregue na manhã de terça-feira (17/8), no Edifício Ministério Público de Santa Catarina.

Por Redação

18 de agosto de 2021

às 12:00

Compartilhe

 Com o objetivo de aprimorar os trabalhos de fiscalização e de preservação ambiental no município de Florianópolis, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) entregou um veículo Ford/Ranger, com tração 4×4, para a Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis (FLORAM) nesta terça-feira (17/8).  

 A cerimônia de entrega foi conduzida pelo Secretário-Geral do MPSC, Promotor de Justiça Samuel Dal-Farra Naspolini, e teve a participação da Superintendente da FLORAM, Beatriz Campos Kovalski, e do representante da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Vereador Marquinhos da Silva. A doação do veículo para a FLORAM teve o apoio da Gerência de Transportes do MPSC e de Promotores de Justiça ambientais da Capital. 

 “O Ministério Público se alegra ao poder colaborar com o trabalho de uma instituição reconhecida na defesa de uma causa histórica, a causa ambiental, que contribuiu para a construção da nossa instituição na defesa dos direitos transindividuais”, comenta Naspolini.  

 Para a Superintendente da FLORAM, a doação “significa criar futuro. Significa trazer pra FLORAM a estrutura que nós necessitamos e que o município tanto merece, para que nós consigamos cumprir com nosso dever de fiscalização, de licenciamento e de zelo pelos recursos naturais do município, pela proteção da população de forma digna e coerente”.  

 A doação de bens móveis do Ministério Público é regulamentada pelo Ato n. 23/2010/PGJ. A baixa dos bens do MPSC por doação é permitida exclusivamente para fins e uso de interesse social.

 A destinação dos bens segue esta ordem de prioridade: órgãos e entidades públicas ou privadas cujas atividades atendam a programas ou projetos institucionais ou que sejam de interesse à atuação do MPSC; órgãos públicos de Santa Catarina; órgãos e entidades públicas municipais; órgãos e entidades públicas federais; e, por fim, entidades privadas, sem fins lucrativos. 

 O Secretário-Geral do MPSC destaca que, “nesse espírito de parceria, de trabalho conjunto, o Ministério Público espera poder continuar cooperando e colaborando com outras instituições, públicas e privadas, na defesa das nossas bandeiras históricas”.

 Fonte: MPSC

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.