- A informação que gera opinião!

Prefeito compra carro oficial de quase R$ 100 mil com verba pública enquanto outro gestor dá exemplo e usa veículo particular

Dirigindo no conforto da ‘nave’ paga pelo povo, agora, Cesar Panini, talvez, poderá enxergar melhor – através dos grandes vidros do luxuoso SUV zero km - que a crise enfrentada pelos trabalhadores só cresce na pandemia.

Por Redação

17 de setembro de 2021

às 09:00

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Em plena crise econômica que castiga os trabalhadores nesta pandemia, o prefeito Cesar Panini (PSD) acaba de comprar um carro oficial de luxo para o seu gabinete, ao custo de R$ 98 mil para os cofres públicos de Witmarsum (SC). Trata-se de um veículo Hyundai, modelo “Creta Action 1.6 – BlueAudio, automático”, ano 2021, modelo 2022, branco atlas, motor flex, com capacidade para transportar cinco passageiros e que dispõe de computador de bordo, conectividade, ar condicionado, direção, airbags, travas elétricas e vidros elétricos, entre diversos outros acessórios.

Foto ilustrativa

 O SUV foi adquirido na modalidade de pregão presencial da empresa LR Comércio de Veículos Ltda, com o nome fantasia “Geração”, de São José, na Grande Florianópolis.

 O negócio tem duas ordens de compra, dois empenhos e duas notas fiscais eletrônicas, com valores de R$ 26.693,39 e R$ 71.306,61, totalizando os R$ 98 mil. A data dos documentos é 5 de agosto de 2021.

 De fabricação da multinacional sul-coreana Hyundai, o veículo utilitário esportivo podia ser encontrado a preço menor – R$ 93.902,00 (tabela Fipe) – em agosto passado, mês da compra do automóvel pela prefeitura.

 Sem resposta

 A reportagem contatou o executivo de Witmarsum para saber o motivo da aquisição do SUV, qual carro o prefeito usava anteriormente e o destino que será dado a ele, mas não obteve resposta.

 Bom exemplo: prefeito Alexandre usa carro próprio

Horst Alexandre Purnhagen, prefeito de Taió (SC). Foto: Divulgação.

 Dois prefeitos de municípios da mesma região do Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina, e dois comportamentos completamente contrastantes.

 Servindo-se de dinheiro público, o prefeito de Witmarsum comprou um carro oficial de luxo no valor de quase R$ 100 mil. Enquanto isso, o gestor de Taió dá exemplo de economia.

 Horst Alexandre Purnhagen (MDB) usa veículo particular para fazer os deslocamentos que o cargo de prefeito exige como, por exemplo, viagens à capital, Florianópolis, ou para participar de reuniões na Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), em Rio do Sul.

 Quando foi vereador, Alexandre também deu exemplo ao não fazer uso de diárias.

 Tal pai, tal filho

 Alexandre segue uma espécie de tradição deixada por seu pai.

 Horst Gerhard Purnhagen, igualmente, dispensava carro oficial e usava o próprio veículo enquanto foi prefeito da cidade de Taió.

 O empresário se elegeu duas vezes para o cargo. Ele faleceu em 2009, aos 72 anos, quando havia iniciado o segundo mandato.

 Fonte: Da Redação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Críticos consideram mecanismo autoritário, atentado à vacinação não obrigatória e risco à disseminação do vírus, além de criar ‘cidadãos de segunda classe’. No entanto, maioria dos prefeitos ouvidos na região defende ideia, apesar de ainda não haver planos para decretar medida. Outra parte dos gestores alerta que ação fere direitos, além de ameaçar liberdades. E, ao passaporte sanitário, eles dizem: “não”.
Cesar Panini recusou assoprar o bafômetro e teve CNH retida pela PM. Eleitos para fiscalizar o executivo, Adriano Sehnem e Alcione Luchtenberg aceitaram carona fora da lei. Os três foram com veículo da prefeitura – uma ‘nave’ de luxo de quase R$ 100 mil - à reunião de pré-candidato a deputado estadual pelo PSD. Conduta configura ato ilegal.
Reportamos uma anomalia em dados de um parecer jurídico publicado no Portal da Transparência. O documento avalizou contratação de serviços de geoprocessamento por quase R$ 1,6 milhão. Executivo não gostou, tentou explicar em nota oficial e acabou agravando sua situação.