- A informação que gera opinião!

Prefeitura de Presidente Getúlio encerra entrega de kits emergenciais

Mesmo com suspensão das aulas, estudantes cadastrados tiveram alimentação garantida.

Por Redação

14 de setembro de 2021

às 10:40

Compartilhe

 Com a normalização das atividades presenciais na Rede Municipal de Ensino, a Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Presidente Getúlio encerra a entrega de kits emergenciais de alimentação escolar. Nesta quarta-feira, as unidades de ensino repassam aos estudantes que ainda estavam recebendo o último kit.

 Desde a suspensão das aulas presenciais, em decorrência da pandemia, foram entregues 16.588 kits de alimentação escolar. A medida foi tomada com o objetivo de garantir o atendimento das necessidades nutricionais dos estudantes, em substituição às refeições servidas nas unidades escolares.

 O secretário de Educação, Paulo Cesar Longen, destaca que a sensação é de dever cumprido. “Os kits de alimentação foram fundamentais para garantir a segurança nutricional dos estudantes e, assim, um melhor rendimento escolar”, ressalta.

 Além dos estudantes beneficiados, o oferecimento de kits de alimentação escolar, durante o período de suspensão das aulas presenciais, garantiu trabalho e renda para diversos agricultores do Município, que fornecem mais de 30% dos gêneros alimentícios destinados aos estudantes.

 Sônia Mariano Marciano, produtora rural de Presidente Getúlio, agradece a decisão da Prefeitura em entregar os kits, pois manteve a arrecadação dela e do marido. “Foi muito bom, pois continuamos vendendo e trabalhando”, afirma.

 Os alunos cadastrados, que devem seguir em ensino remoto por questões de saúde, continuarão recebendo os alimentos.

 Fonte: Assessoria de Comunicação, Município de Presidente Getúlio

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.