- A informação que gera opinião!

Presidente Getúlio inicia reforço da vacinação contra a Covid-19

A medida vai atingir o público acima de 70 anos de idade.

Por Redação

14 de setembro de 2021

às 12:40

Compartilhe

 Com o avanço dos estudos sobre a vacina contra a Covid-19, o Ministério da Saúde orienta a população a tomar a terceira dose do imunizante. O município de Presidente Getúlio inicia a aplicação da terceira dose nesta semana. A medida vai atingir o público acima de 70 anos de idade e será necessária por considerar a vulnerabilidade com relação a doença.

 Deverão fazer o reforço, todas as pessoas com mais de 70 anos que tenham recebido a segunda dose a mais de seis meses. A terceira dose será feita com a vacina de um laboratório diferente das anteriores. Na primeira fase, será vacinado o público acima de 85 anos.

 A vacinadora Analu Lange ressalta que é necessário ir na UBS do Pinheiro, no período da manhã. “Quando abrimos um lote de vacina, é preciso aplicar ele todo, o que muitas vezes não é possível fazer no período da tarde. Por isso, é fundamental ir de manhã para garantir a aplicação”, explica.

 Para pessoas acamadas, a vacinação será feita a domicílio. Mais informações podem ser obtidas com a equipe de vacina pelo 3352-5571.

 Fonte: Assessoria de Comunicação, Município de Presidente Getúlio

Últimas notícias

Ao responsabilizar secretária Rozi Terezinha de Souza pela irregularidade envolvendo servidor que não bateu ponto no intervalo do almoço durante um ano, Eder Ceola foi enfático: “Ela tem que devolver esses R$ 7 mil [que o médico faturou a mais por mês] para o povo.” E acrescenta: “O que mais me deixa triste, é que dava pra tirar todas as filas da ressonância” com o dinheiro das horas extras pagas ao especialista de forma indevida.
Gestor público taioense terá que se empenhar bem mais para garantir a liberação de outros R$ 6 milhões necessários à construção do anexo do Hospital e Maternidade Dona Lisette e cumprir promessa de instalação de uma UTI no quinto andar do futuro bloco.
Para vergonha da sua gestão, Horst Alexandre Purnhagen (MDB) mantém o fracasso que vem do mandato anterior. O político ainda não conseguiu concluir uma simples ponte estaiada bem no coração da cidade. E o pior: um aditivo, recém-assinado, fez o custo do serviço aumentar R$ 470 mil.