- A informação que gera opinião!

Rio do Sul vai intensificar fiscalização de coletores de materiais recicláveis

Ação da prefeitura é uma forma de reduzir possíveis novos focos do mosquito que transmite a dengue

Por Redação

21 de julho de 2021

às 12:00

Compartilhe

 O Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Rio do Sul vai intensificar nos próximos dias a fiscalização de atividades de coleta e armazenamento de materiais recicláveis no município. A ação ocorre em parceria com a Vigilância Sanitária e Epidemiológica, visando a diminuição dos focos do mosquito da dengue ou de outras doenças.

 A fiscalização vai iniciar com a Vigilância Epidemiológica visitando os locais já identificados com possíveis irregularidades. Caso for constatado, o responsável pelo local será notificado e terá 48 horas de prazo para a retirada do material e correta destinação. Se o procedimento não for feito, a Prefeitura irá retirar os materiais e o proprietário receberá um processo administrativo de infração ambiental.

 A ação é um trabalho coletivo entre vários setores da Prefeitura para solicitar a regularização do armazenamento de materiais e combater e prevenir novos focos do mosquito da dengue, além de irregularidades ambientais. Até o momento, 89 focos do mosquito da dengue foram identificados neste ano em Rio do Sul.

 O combate ao aparecimento de focos do mosquito deve ser uma ação coletiva da comunidade, reduzindo pontos de acúmulo de água, onde o mosquito possa depositar ovos para proliferação deste vetor da dengue e de outras doenças.

 Fonte: Departamento de Comunicação, Prefeitura de Rio do Sul

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.