- A informação que gera opinião!

Santa Catarina investirá R$ 300 milhões nos próximos anos

Os investimentos irão acontecer na captação de água e preservação de mananciais em propriedades rurais.

Por Redação

15 de julho de 2021

às 09:40

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 O Governo de Santa Catarina vai investir nos próximos três anos R$ 300 milhões em dois programas para ampliar a infraestrutura hídrica, o armazenamento de água e a preservação de mananciais dentro de propriedades rurais. O governador Carlos Moisés lançou os programas, o ‘Investe Agro SC’ e o ‘Prosolo e Água SC’, na tarde desta quarta-feira, 14.

 “Queremos que esses programas sejam permanentes. Nosso Estado é de extremos: há períodos de muita água e períodos de estiagem. Precisamos ser muito resilientes e estar preparados para todas as situações. Os mananciais precisam ser preservados e devemos ter boas práticas de distribuição e de conservação do solo. É um olhar para as futuras gerações”, considerou o governador.

 Carlos Moisés já havia anunciado o plano de investir R$ 1,7 bilhão para o planejamento hídrico no Estado, que inclui, ainda, investimentos em sistemas de captação, tratamento e distribuição realizados pela Casan.

O programa ‘Investe Agro SC – Água para o Campo’ apoiará financiamentos de até R$ 150 mil por família agricultora. O valor deve ser investido em sistemas de captação, armazenamento, tratamento e distribuição de água para utilização na propriedade, como proteção de fontes, filtragem e bombeamento de água, entre outros. O pagamento se dará em até oito anos e o programa paga até 3% dos juros ao ano em parcela única. Podem acessar os produtores rurais com mais de 50% da renda vindos da agricultura.

 Já com o ‘Programa Prosolo e Água SC – Cultivando Água e Protegendo o Solo’, os agricultores enquadráveis no Pronaf poderão acessar até R$130 mil. O prazo para pagamento é de até cinco anos, em quatro parcelas anuais, sem juros, já que o ano inicial é de carência. O Programa paga 50% do investimento para beneficiários que saldarem as parcelas em dia. Como condição, os agricultores terão que implantar práticas de manejo do solo e da água, com aplicação mínima de 20% dos recursos para recuperação ou isolamento de mata ciliar, isolamento ou proteção de nascente ou ainda terraceamento. Com a verba, poderão adquirir ou alugar equipamentos, contratar serviços, comprar mudas e realizar outras ações.

 Fonte: Secom/SC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

A Empresa Sinarodo Sinalizadora Rodoviária é responsável pela pintura de sinalização no município.
Dos mais de 900 lugares disponíveis no local, cerca de 500 foram utilizados.
O acordo foi realizado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC).