- A informação que gera opinião!

Santa Catarina recebe mais 265 mil doses nesta quinta-feira

Os imunizantes serão direcionados às 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina.

Por Karla Lobato

24 de junho de 2021

às 09:20

Compartilhe

 Santa Catarina recebe nesta quinta-feira (24), mais um reforço para o avanço da vacinação contra a Covid-19. Três lotes, totalizando 265.400 doses de imunizantes encaminhados pelo Ministério da Saúde, chegam ao Estado. O governador Carlos Moisés reforça o compromisso do governo em acelerar a vacinação com a chegada dos novos lotes: “É mais um avanço a ser comemorado. Como fazemos desde o início da campanha, garantiremos uma distribuição rápida aos municípios, que são os responsáveis pela aplicação. Mantemos o compromisso de aplicar a primeira dose em todos os catarinenses com mais de 18 anos até outubro”, disse o governador.

 Na manhã desta quinta-feira, chegam ao Aeroporto de Florianópolis 126,2 mil doses da Coronavac. No começo da tarde, o Estado recebe mais 86.850 da Pfizer. Chegam também nesta quinta, de acordo com informação do Ministério da Saúde, 52.350 doses da vacina Janssen, fabricada pela Johnson & Johnson. Os imunizantes serão direcionados às 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina.

 Pela primeira vez, o Estado receberá a vacina Janssen. As 52.350 unidades serão aplicadas em dose única, o que permitirá acelerar a imunização. Segundo o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o recebimento das vacinas da Janssen é um passo importante para o avanço no calendário de imunização. “Nosso Estado vem ampliando a vacinação. Seguindo nosso calendário, teremos toda a população catarinense maior de 18 anos vacinada com pelo menos com a primeira dose até outubro deste ano”, ressaltou o secretário.

 O Estado já ultrapassou a marca de 3 milhões de doses aplicadas entre dose 1 e dose 2, segundo os dados disponíveis no vacinômetro. No grupo prioritário. que contempla idosos, trabalhadores da saúde, da educação, indígenas e mais 18 categorias, mais de 90% das pessoas já receberam, ao menos, a primeira dose (D1).

 A Secretaria da Saúde vem alertando com relação à falta de retorno da população para a aplicação da segunda dose e faz um apelo àqueles que, mesmo estando no tempo de aplicação da D2, por alguma razão ainda não completaram o seu esquema vacinal,q ue sigam aos pontos de vacinação.

 “Queremos chegar ao final do ano com a pandemia controlada e, para isso, precisamos da colaboração de todos. É preciso ficar atento ao calendário de vacinação e seguir os protocolos sanitários já conhecidos”, afirmou o secretário.

 Fonte: Secom/SC

Últimas notícias

Ao responsabilizar secretária Rozi Terezinha de Souza pela irregularidade envolvendo servidor que não bateu ponto no intervalo do almoço durante um ano, Eder Ceola foi enfático: “Ela tem que devolver esses R$ 7 mil [que o médico faturou a mais por mês] para o povo.” E acrescenta: “O que mais me deixa triste, é que dava pra tirar todas as filas da ressonância” com o dinheiro das horas extras pagas ao especialista de forma indevida.
Gestor público taioense terá que se empenhar bem mais para garantir a liberação de outros R$ 6 milhões necessários à construção do anexo do Hospital e Maternidade Dona Lisette e cumprir promessa de instalação de uma UTI no quinto andar do futuro bloco.
Para vergonha da sua gestão, Horst Alexandre Purnhagen (MDB) mantém o fracasso que vem do mandato anterior. O político ainda não conseguiu concluir uma simples ponte estaiada bem no coração da cidade. E o pior: um aditivo, recém-assinado, fez o custo do serviço aumentar R$ 470 mil.