- A informação que gera opinião!

Secretaria da Fazenda e Polícia Militar realizam Operação Conveniência

Denominada Operação Conveniência, a ação foi organizada a partir de informações que os estabelecimentos estariam promovendo a venda de bebidas sem origem lícita.

Por Redação

21 de junho de 2021

às 11:35

Compartilhe

 Na sexta-feira (18) a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) e o 21° Batalhão de Polícia Militar realizaram fiscalização em cinco lojas de conveniência em Florianópolis.

 “A Fazenda tem intensificado ações em todo o Estado, cujo objetivo é averiguar a regularidade no cumprimento das obrigações tributárias por parte dos contribuintes”, explicou a diretora de Administração Tributária (DIAT) da SEF/SC, Lenai Michels.

 Os auditores fiscais verificaram a existência dos Emissores de Cupom Fiscal (ECFs) e o estoque de bebidas em cada um dos locais visitados. As informações colhidas serão encaminhadas para análise sobre o pagamento de ICMS e incidência de multa que pode chegar a 30% do valor das mercadorias. As lojas fiscalizadas já tinham sido visitadas anteriormente para verificação do alvará de funcionamento.

 A gerente de Fiscalização da SEF/SC, Danielle Neves, ressalta a fiscalização tributária é importante para proporcionar a livre e leal concorrência. “Cabe ao fisco a verificação sobre a procedência e recolhimento dos tributos devidos. Caso seja constatado que todas as bebidas encontradas tinham origem com notas fiscais e que tenha regularidade no cadastro e uso dos ECFs, não haverá nenhuma cobrança de imposto ou aplicação de multa”, salientou. O tenente-coronel, Pablo Neri Pereira, informou que outras operações conjuntas estão sendo programadas entre o 21º Batalhão e a SEF/SC, para verificação da licitude da origem de bebidas.

 Recentemente, caminhões vindos outros Estados foram abordados nas rodovias catarinenses transportando bebidas com notas fiscais destinadas a empresas fictícias. “É possível que essas bebidas sejam distribuídas em Santa Catarina sem a necessária emissão dos documentos fiscais, ocultando o real comerciante varejista”, reforçou a diretora da DIAT. Ela lembra que, em 2019, a SEF/SC deflagrou a operação Triângulo das Bebidas, que apurou a falsa destinação de notas fiscais para empresas de fachada.

 Fonte: Secom/SC

Últimas notícias

Com a ‘solução’ de pavimentação parcial nos dois lados do rio – que o governo encaminhou após suposta quebra de palavra de parceria do prefeito taioense com o gestor mirindocense...
Só em maio de 2022, remuneração dos 28 gestores municipais consumiu quase meio milhão de reais. Saiba quem são os campeões de ganhos na região.
VEJA! Após pressão, governo acaba de anunciar asfalto nas margens Direita e Esquerda, entre Mirim Doce e Taió