- A informação que gera opinião!

Secretaria de Educação oferece orientações pedagógicas a profissionais da Educação Especial

O atendimento aos estudantes especiais da Rede Municipal de Ensino de Presidente Getúlio recebe melhorias constantemente.

Por Crislene Roberta

24 de junho de 2021

às 09:00

Compartilhe

 O atendimento aos estudantes especiais da Rede Municipal de Ensino de Presidente Getúlio recebe melhorias constantemente. Após a formação de uma equipe multiprofissional para avaliação dos casos, a Secretaria de Educação passou a oferecer também orientações pedagógicas a profissionais que atuam no atendimento das crianças com necessidades especiais.

 Com a implantação do Atendimento Educacional Especializado (AEE), professores da Educação Especial e estagiários recebem sugestões de atividades voltadas para cada deficiência, e também orientação para elaboração de avaliações.

 “Essa é a primeira vez na história do Município que esse serviço é oferecido. Antes, já havia coordenador pedagógico, que atendia de forma geral. Agora, através do AEE, a orientação é feita especificamente para os profissionais que lidam com os estudantes especiais”, ressalta o secretário de Educação, Cultura e Desporto, Paulo Cesar Longen.

 Coordenada pela Professora de Educação Especial, Suzana de Oliveira, o AEE proporciona acompanhamento e avaliação de forma individualizada para 46 crianças especiais que, atualmente, estão matriculadas na Rede Municipal de Ensino. “Em virtude da pandemia, o atendimento concentra-se diretamente nos professores e auxiliares, que repassam as atividades aos alunos”, explica.

 “Educação especial e inclusão”

 Com o objetivo de ensinar as crianças a conviverem com as diferenças, através do AEE foi criado o projeto “Educação especial e inclusão”. Nele, estão sendo trabalhadas, com turmas do ensino fundamental, questões como autoconhecimento e a função da escola e do professor diante do tema inclusão.

 Fonte: Assessoria de Comunicação, Município de Presidente Getúlio

Últimas notícias

Ao todo, 963 unidades escolares, de um total de 1.064, passaram por melhorias.
Alto risco ronda pacientes das Unidades Básicas de Saúde Vila Mariana e Centro/Palmital. Aviso foi divulgado em nome da secretária de Saúde, Rozi Terezinha de Souza. Mensagem tenta amenizar a gravidade da situação ao informar que locais de atendimento estão “temporariamente sem médicos”. Como se tal circunstância não fosse um absurdo inadmissível. O anúncio nem sequer diz quando novos profissionais assumirão as vagas. Apenas sustenta que Rozi “já” tomou providência. Mas, diante de tamanha ameaça, o portal Alto Vale Agora troca o “já” de Rozi por um “POR QUE” dirigido à secretária. Leia e entenda...
Esses projetos receberão os recursos em até quatro parcelas.