- A informação que gera opinião!

Setembro Amarelo entra na pauta da sessão

Pastor da Igreja Assembleia de Deus ressalta a importância da prevenção ao suicídio.

Por Redação

14 de setembro de 2021

às 14:00

Compartilhe

 A campanha Setembro Amarelo entrou na pauta da sessão da Câmara de Vereadores de Taió. Nesta segunda-feira (13), o pastor da Assembleia de Deus, Joede Moraes participou da sessão e destacou em tribuna livre, as ações que têm sido realizadas pela igreja em Taió, para chamar a atenção e valorizar a vida.

 O pastor destacou ações realizadas nos dois primeiros sábados do mês na região central de Taió, como a distribuição de impressões que tratam a respeito do Setembro Amarelo. “Nossos jovens saíram pela cidade e levaram mensagem de esperança para a sociedade taioense, distribuímos materiais, entre eles está o livro o Deserto Noturno do deputado Ismael dos Santos, que fala sobre a esperança, sobre a vida e a conscientização contra o suicídio”, declarou.

 Durante o discurso em tribuna livre, o pastor também falou dos cuidados ao falar do assunto, em virtude de índices e inclusive do que considerou um gatilho pronto para disparar. “Há três coisas na vida que jamais voltam atrás, uma palavra dita, uma flecha lançada e uma oportunidade perdida. A maior oportunidade que Deus nos dá é a vida e essa oportunidade se consolida através da família, nosso maior patrimônio, nosso maior valor”, complementou.

 O presidente da Câmara de Vereadores, William Henrique Noriller agradeceu e parabenizou o pastor pela fala e pelo trabalho desempenhado. Os vereadores Eder Ceola, Aroldo Peicher Junior (Peixinho), Clarice Fonseca Longen, Joel Sandro Macoppi e Edésio Fillagranna também agradeceram a presença e as ações desenvolvidas pela Assembleia de Deus em prol da campanha.

 Fonte: Assessoria de Comunicação, Câmara de Vereadores de Taió

Últimas notícias

Ao responsabilizar secretária Rozi Terezinha de Souza pela irregularidade envolvendo servidor que não bateu ponto no intervalo do almoço durante um ano, Eder Ceola foi enfático: “Ela tem que devolver esses R$ 7 mil [que o médico faturou a mais por mês] para o povo.” E acrescenta: “O que mais me deixa triste, é que dava pra tirar todas as filas da ressonância” com o dinheiro das horas extras pagas ao especialista de forma indevida.
Foi um ‘tiro no pé’. Ao barrar os vereadores, líderes da ADAS colhem tempestade de críticas não apenas por desabonar autoridades públicas, mas também devido à suposta fome de lucros e por descaracterizar a verdadeira essência de um dos eventos mais tradicionais de Salete (SC).
Eder ‘pediu a cabeça’ de Rozi em sessão da Câmara de Vereadores de Taió (SC). Pivô da discórdia é médico credenciado que já faturou quase R$ 1,4 milhão no município. Veja!