- A informação que gera opinião!

TJSC autoriza primeira licitação compartilhada entre órgãos públicos de SC

A contratação compartilhada é resultado de termo de cooperação técnica firmado entre órgãos públicos.

Por Redação

16 de agosto de 2021

às 10:20

Compartilhe

 A primeira licitação compartilhada entre órgãos públicos foi autorizada na última quinta-feira (12) pelo diretor-geral administrativo do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Rodrigo Granzotto Peron. É um marco histórico para a gestão administrativa dos órgãos públicos do Estado, que buscam economia e eficiência na prestação de seus serviços. A contratação compartilhada entre o Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC) tem como objeto a aquisição de 33.120 pacotes de papel-toalha, por meio de ata de registro de preços.

 A contratação compartilhada é resultado de termo de cooperação técnica firmado entre órgãos públicos que possibilita planejar em conjunto as compras. O objetivo é garantir mais economia e agilidade nos processos de licitação dos órgãos públicos e poderes. Dos 33.120 pacotes de papel-toalha, 30 mil terão preços registrados pelo PJSC e 3.120 pelo TCE/SC.

 A licitação também conta com cota de participação exclusiva de microempresas e empresas de pequeno porte, com 8.280 pacotes do total contratado. “Essa reserva decorre da aplicação da sustentabilidade social das licitações, um critério de governança das contratações, assim como o compartilhamento da fase externa de licitações “, destaca a diretora de Material e Patrimônio do TJSC, Graziela Cristina Zanon Meyer Juliani. Com a autorização, a licitação é aberta para apresentação de propostas das empresas interessadas durante oito dias úteis e, após a conclusão da licitação, cada órgão gerencia a ata de registro de preços, além de ficar responsável pelo recebimento e destinação da parte que lhe cabe.

 “Esse compartilhamento possibilita ganho de escala, além de economia de todos os recursos, não só financeiros como humanos, tanto na fase interna como na externa da licitação”, afirma a diretora. O termo de cooperação firmado em maio pelo PJSC, Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), TCE/SC e Ministério Público de Contas (MPC/SC) também ganhou a adesão do Poder Executivo com a participação da Secretaria de Estado de Administração (SEA). Nesta primeira licitação compartilhada autorizada é o PJSC que coordena a fase externa do processo, mas a ideia é que os órgãos façam um revezamento nas compras dos itens comuns.

 Fonte: TJSC

Últimas notícias

Os profissionais chegaram a ser aplaudidos durante a pandemia, mas agora são alvo de desprezo de políticos que, em falha grave, estão passando por cima de uma lei federal; e poderão ser responsabilizados por isso.
Ao acatar representação do vereador Eder Ceola, Ministério Público solicitou vasta lista de informações à secretária de Saúde, Rozi de Souza.
Suspeita de fraude milionária com recursos federais envolve entidade de assistência social contratada por duas prefeituras catarinenses entre 2014 e 2016 e que, depois, com outro nome, firmou contrato com uma terceira prefeitura entre 2018 e 2020. Operação foi deflagrada em oito municípios.