- A informação que gera opinião!

Vereador Eder quer saber porquê prefeito enterrou municipalização do lixo e valor de contrato foi alterado em R$ 1,14 milhão

Após caso ser revelado pelo portal Alto Vale Agora, parlamentar apresentou requerimento para que prefeito seja oficiado e dê três respostas aos contribuintes sobre gasto do dinheiro público.

Por Redação

10 de agosto de 2021

às 16:50

Compartilhe

 Cumprindo dever de fiscalizar o uso do dinheiro público, o vereador Eder Ceola (Podemos) emitiu requerimento ao presidente da Câmara de Vereadores de Taió (SC), William Henrique Noriller (PSD), para que o prefeito Horst Alexandre Purnhagen (MDB) seja oficiado a prestar esclarecimentos sobre as polêmicas que envolvem a coleta do lixo no município do Alto Vale do Itajaí. O documento entra na pauta do legislativo na próxima segunda-feira (16) e, em seguida, o ofício deverá ser encaminhado à prefeitura.

 O documento solicita informações relacionando três questionamentos: 1) a razão de o executivo municipal ter abandonado a municipalização e voltado a terceirizar a coleta dos resíduos sólidos; 2) o motivo da alteração do valor do contrato no Portal da Transparência, de R$ 1,36 milhão para R$ 228 mil, conforme revelou o portal Alto Vale Agora; 3) qual será, de fato, o período de exercício dos trabalhos terceirizados.

 A prefeitura de Taió recontratou a empresa DML Coleta e Transportes de Resíduos Ltda, de Otacílio Costa (SC), no final do mês passado. A decisão tornou-se polêmica. A gestão anterior havia investido na implantação da coleta seletiva, com caminhão próprio e contratação de uma cooperativa. A ideia era gerar empregos e lucro, além de zerar o prejuízo registrado com o serviço no município.

 Segundo uma declaração do ex-prefeito Almir Reni Guski (PSDB), a defasagem, entre o que o município arrecadava e o que tinha que pagar pela coleta terceirizada, chegava a 50%. Apesar disso, o atual prefeito resolveu voltar atrás e abandonar o modelo de municipalização.

 Fonte: Da Redação

Últimas notícias

Só em maio de 2022, remuneração dos 28 gestores municipais consumiu quase meio milhão de reais. Saiba quem são os campeões de ganhos na região.
VEJA! Após pressão, governo acaba de anunciar asfalto nas margens Direita e Esquerda, entre Mirim Doce e Taió
Quase meio século depois - mais uma vez em véspera de eleição -, políticos voltam a dividir eleitores que moram às margens de rio. É nova trapaça em busca de votos?