- A informação que gera opinião!

Alesc recebe mudas de imbuia, espinheira santa e pau-brasil

Deputados e representantes dos servidores plantaram as mudas em frente ao Palácio Barriga Verde.

Por Redação

22 de setembro de 2021

às 13:40

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Para marcar o Dia da Árvore, nesta terça-feira (21), foram plantadas em frente ao Palácio Barriga Verde mudas da árvore símbolo de Santa Catarina, a imbuia, do Brasil, o pau-brasil, e da planta medicinal símbolo de Santa Catarina, a espinheira santa, pelos deputados em parceria com os dirigentes da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Afalesc) e do Sindicato dos Servidores da Alesc (Sindalesc). O plantio faz parte do projeto ambiental denominado “Pegada Ambiental”, que entregou 40 mudas de espinheira santa aos parlamentares.

 O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal (MDB), que suspendeu a sessão ordinária para a apresentação do programa pelo coordenador do Projeto Farmácia Viva itinerante, Alesio dos Passos Santos, destacou que o plantio é uma demonstração da preocupação do Parlamento com a preservação do meio ambiente, com as árvores de Santa Catarina, principalmente com aquelas que têm um significado valioso para os catarinenses, como é o caso da imbuia, da espinheira santa e do pau-brasil. “O plantio dessas três árvores em frente à Alesc demonstra essa sensibilidade do Parlamento e um gesto de conscientização ambiental.”

 Alesio enfatizou que o projeto não é somente da Afalesc e do Sindalesc, mas de todo a Assembleia Legislativa. “Neste momento de crise ambiental e hídrica o Parlamento catarinense dá um exemplo na preservação do meio ambiente. Este projeto é para lançar uma sementinha em defesa da vida.”

 Participaram do plantio das mudas, além do presidente Mauro de Nadal, os deputados Nazareno Martins (PSB), José Milton Scheffer (PP), Marlene Fengler (PSD), Marcius Machado (PL), Padre Pedro Baldissera (PT), Adrianinho (PT) e Rudinei Floriano (PSL).

 O projeto “Pegada Ambiental” prevê ainda a realização de oficinas sobre plantas medicinais e plantas comestíveis, com degustação, no Espaço Cultural Jerônimo Coelho, no Palácio Barriga Verde, que será ministrada pelo coordenador do Projeto Farmácia Viva itinerante, Alesio dos Passos Santos. Essa oficina também será realizada em escolas adotadas pela Afalesc e Sindalesc e entidades parceiras.

 Fonte: ALESC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Críticos consideram mecanismo autoritário, atentado à vacinação não obrigatória e risco à disseminação do vírus, além de criar ‘cidadãos de segunda classe’. No entanto, maioria dos prefeitos ouvidos na região defende ideia, apesar de ainda não haver planos para decretar medida. Outra parte dos gestores alerta que ação fere direitos, além de ameaçar liberdades. E, ao passaporte sanitário, eles dizem: “não”.
As críticas foram expostas na sessão de quarta-feira (13) da Assembleia Legislativa.
Caroline de Toni comandará os trabalhos do colegiado.