- A informação que gera opinião!

Comissão mista do magistério prorroga trabalhos até 9 de setembro

Comissão mista se reuniu na tarde desta terça-feira (17).

Por Redação

18 de agosto de 2021

às 10:40

Compartilhe

 A comissão mista da Assembleia Legislativa sobre o novo plano de carreira do magistério público aprovou, em reunião na tarde desta terça-feira (17), a prorrogação de seus trabalhos até dia 9 de setembro. A expectativa é que o Executivo encaminhe até essa data uma proposta para o novo plano de cargos e salários que beneficie professores aposentados e da ativa.

 Na segunda-feira (16), a presidente da comissão, deputada Luciane Carminatti (PT), e o relator da comissão, deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), apresentaram ao governo sugestões para o novo plano de carreira, com base nas manifestações das entidades já ouvidas pela comissão.  As demandas foram entregues ao consultor executivo de Negociação e Relações de Trabalho da Secretaria de Estado da Administração, Décio Augusto Bacedo de Vargas.

 Conforme Luciane, foram sugeridas a criação de seis níveis de carreira com base na titulação do professor, além de nove referências; vale –alimentação; realização de concurso público; entre outras propostas. A presidente da comissão pediu celeridade, por parte do Executivo, na apresentação do novo plano.

 “Há uma angústia por parte dos profissionais de educação, já que uma parcela foi beneficiada com a PEC da remuneração mínima, mas há professores da ativa e aposentados que não estão percebendo uma valorização da carreira”, afirmou Luciane. “Precisamos que o governo enxergue o magistério em sua totalidade. O governo precisa nos enviar uma proposta até 9 de setembro para nós deliberarmos na comissão.”

 “Estamos extremamente atentos às ponderações que foram feitas pelas entidades e muitas delas estão sendo incorporadas”, complementou Dr. Vicente. “Vamos continuar ouvindo os profissionais, os deputados e o governo.”

 Fonte: ALESC

Últimas notícias

Foi um ‘tiro no pé’. Ao barrar os vereadores, líderes da ADAS colhem tempestade de críticas não apenas por desabonar autoridades públicas, mas também devido à suposta fome de lucros e por descaracterizar a verdadeira essência de um dos eventos mais tradicionais de Salete (SC).
Eder ‘pediu a cabeça’ de Rozi em sessão da Câmara de Vereadores de Taió (SC). Pivô da discórdia é médico credenciado que já faturou quase R$ 1,4 milhão no município. Veja!
As trocas durante a janela partidária deverão alterar a composição das bancadas na Câmara dos Deputados.