- A informação que gera opinião!

Comitê acompanhará implantação das metas da ONU para agricultura familiar

O presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural é o deputado José Milton Scheffer (PP).

Por Redação

3 de agosto de 2021

às 13:00

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 A Comissão de Agricultura e Política Rural aprovou na tarde desta segunda-feira (2), em uma reunião ampliada semipresencial, a criação de um comitê de acompanhamento de implantação das metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para a Década da Agricultura Familiar, que será liderado pela Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (Fecoagro) e demais entidades agrícolas com participação do governo do Estado e da Alesc. O evento enalteceu a importância da agricultura familiar para desenvolvimento de Santa Catarina e de implantação de políticas públicas para incentivar o jovem a permanecer no campo, assim como a valorização das mulheres agricultoras.

 O presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural, deputado José Milton Scheffer (PP), destacou a importância desta agenda global e seu papel no fortalecimento da agricultura familiar, em especial em Santa Catarina, enfatizando que o estado está no caminho certo e que as diversas entidades ligadas à agricultura estão irmanadas na busca do fortalecimento dos sete pilares propostos pela ONU. “A reunião cumpriu com seu objetivo, sendo importante divulgar que a agricultura familiar é quem bota a comida na mesa dos catarinenses. Por isso, a importância em celebrar, difundir e estimular essa agenda fundamental para a sobrevivência dos povos.”

 A deputada Marlene Fengler (PSD), membro do colegiado, também enalteceu a importância da reunião, lembrando que a discussão é mais do que oportuna. “Sou filha de pequenos agricultores e sei da importância da valorização deles. Os jovens devem ser incentivados a permanecerem no campo de forma digna e com condições tecnológicas para que a agricultura seja cada vez melhor. Se há 30 anos tivesse mais oportunidade e políticas públicas a favor da agricultura familiar certamente teria continuado na agricultura.”

 A Década da Agricultura Familiar foi instituída em dezembro de 2017 pela Assembleia Geral das Nações Unidas e estabelece o período de 2019 a 2028 como um marco de ação global para promover o fortalecimento da agricultura familiar. “O que essa agenda global preconiza são ações no sentido de criar institucionalidade e políticas públicas que fomentem o desenvolvimento econômico e bem estar para as famílias agriculturas, com atenção especial à inclusão produtiva das mulheres e dos jovens do campo”, explicou o presidente da Comissão. O plano de ação mundial da Década se destina a apoiar países (governos, organizações sociais e demais agentes) a desenvolverem ações locais, considerando a diversidade, multidimensionalidade e as particularidades da agricultura familiar em cada território nacional.

 Fonte: ALESC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Banco do Brasil chegou a suspender o patrocínio ao vôlei por irregularidades na CBV.
Senador Eduardo Girão (Podemos-CE) criticou a decisão "equivocada" da Câmara dos Deputados.
Deputados e representantes dos servidores plantaram as mudas em frente ao Palácio Barriga Verde.