- A informação que gera opinião!

Em carta à CRE, Vaticano apoia quebra de patentes de vacinas

A senadora Kátia Abreu, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE), leu a carta do Vaticano durante a sessão desta quarta-feira.

Por Redação

24 de junho de 2021

às 14:40

Compartilhe

 A senadora Kátia Abreu, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE), leu a carta do Vaticano durante a sessão desta quarta-feira.

 A senadora Kátia Abreu (PP-TO) leu, durante a sessão plenária desta quarta-feira (23), a mensagem enviada pelo Vaticano à Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE), da qual ela é a presidente. A mensagem é uma resposta à carta que a CRE tinha enviado ao papa Francisco, solicitando que ele intercedesse pelo povo brasileiro neste momento de “grande tribulação” provocado pela pandemia. Na resposta, assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, defende-se a remoção de obstáculos à vacinação contra a covid-19, como os relacionados ao “nacionalismo fechado” e às patentes.

 “O Santo Padre, outrossim, vê com favor a promoção do direito universal às vacinas anticovid-19, como manifestado recentemente ao afirmar que uma variante desse vírus é o nacionalismo fechado que impede, por exemplo, um internacionalismo das vacinas. Outra variante é quando colocamos as leis do mercado ou da propriedade intelectual acima das leis do amor e da saúde da Humanidade”, diz o texto.

 A carta também destaca que o papa Francisco ora pelo Brasil, que está em “situação tão desafiadora”. E reitera a proximidade do papa “a todas as centenas e milhares de famílias que choram a perda de um ente querido. Jovens, idosos, pais e mães, médicos e voluntários, ministros sagrados, ricos e pobres, vítimas dessa doença que não exclui ninguém em seu rastro de sofrimento”.

 Fonte: Agência Senado

Últimas notícias

Foi um ‘tiro no pé’. Ao barrar os vereadores, líderes da ADAS colhem tempestade de críticas não apenas por desabonar autoridades públicas, mas também devido à suposta fome de lucros e por descaracterizar a verdadeira essência de um dos eventos mais tradicionais de Salete (SC).
Eder ‘pediu a cabeça’ de Rozi em sessão da Câmara de Vereadores de Taió (SC). Pivô da discórdia é médico credenciado que já faturou quase R$ 1,4 milhão no município. Veja!
As trocas durante a janela partidária deverão alterar a composição das bancadas na Câmara dos Deputados.