- A informação que gera opinião!

Presidente da Casan registra os 50 anos da empresa

A presidente, Roberta Maas do Anjos, comemora em sessão com entrega de placa alusiva aos 50 anos da instituição.

Por Redação

14 de julho de 2021

às 11:00

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Presente em 195 municípios de Santa Catarina e um no Paraná, atendendo 3 milhões de pessoas por intermédio de 322 estações de tratamento  de água e mais de 16 mil km de redes e adutoras. Os números foram apresentados pela presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, convidada pelo deputado José Milton Scheffer (PP), a se manifestar da tribuna sobre o cinquentenário da estatal criada em 2 de julho de 1971.

 A dirigente destacou a importância dos serviços de saneamento que proporcionam saúde, qualidade de vida e desenvolvimento para as cidades. “Nesta gestão são mais de R$ 1 bilhão de investimentos em coleta e tratamento de esgoto, com canteiros de obras em todas as regiões de Santa Catarina.”

 Como resultado do planejamento hídrico implantado em 2020, respaldado pelo governador Carlos Moisés, foram definidas metas claras de distribuição de água e cinco sistemas de esgotamento sanitário ficaram prontos no mesmo ano. Em 2021, oito novos  sistemas estarão à disposição da população.

 Roberta informou que uma das maiores obras da história da Casan acontece no rio Chapecozinho, com recursos na ordem de R$ 251 milhões para assegurar abastecimento de água para mais de 500 mil do Oeste catarinense. Ela lembra que  a região sofre com a estiagem há muitos anos.

 Fonte: ALESC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Críticos consideram mecanismo autoritário, atentado à vacinação não obrigatória e risco à disseminação do vírus, além de criar ‘cidadãos de segunda classe’. No entanto, maioria dos prefeitos ouvidos na região defende ideia, apesar de ainda não haver planos para decretar medida. Outra parte dos gestores alerta que ação fere direitos, além de ameaçar liberdades. E, ao passaporte sanitário, eles dizem: “não”.
O estudo faz parte de um projeto, iniciado em 2020, para criar um novo kit de detecção do coronavírus.
O senador Flávio Arns participou de forma remota da sessão plenária desta quinta-feira; ele destacou que o Santuário de Nossa Senhora Aparecida comemora 70 anos como paróquia e 25 anos como santuário.