- A informação que gera opinião!

Reconhecendo falta de incentivos, senadores destacam superação de atletas

Em Tóquio, os atletas brasileiros apresentaram o melhor desempenho do país em Olimpíadas, com 21 medalhas conquistadas.

Por Redação

9 de agosto de 2021

às 11:40

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 O feito inédito da conquista de 21 medalhas foi reverenciado pelos senadores, que exaltaram os atletas pela superação e, principalmente, pelo desafio diante da falta de fomento ao esporte nacional e da pandemia de covid-19.

A Olimpíada que se encerra neste domingo (8) contou com a participação de 11 mil esportistas, de 204 países, durante 19 dias de jogos. A delegação brasileira foi composta de 309 atletas, que representaram o país em 35 modalidades diferentes, inclusive em esportes que fizeram sua estreia nestes jogos olímpicos — como o surfe, que garantiu medalha de ouro com Ítalo Ferreira, e o skate, agraciado com três medalhas de prata, conquistadas por Kelvin Hoefler, Rayssa Leal e Pedro Barros.

O Brasil teve outras participações ímpares, como a conquista inédita de medalhas na ginástica artística feminina por Rebeca Andrade: ela obteve o ouro no salto e a prata no individual geral. Além disso, o país garantiu o ouro pela primeira vez na maratona aquática feminina, com Ana Marcela Cunha, e comemorou o bicampeonato das velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze na classe 49er FX. Ouro também com Isaquias Queiroz, na canoagem C-1 1000m; Hebert Conceição, no boxe peso médio e a seleção masculina de futebol. O voleibol feminino e a boxeadora peso leve Beatriz Ferreira garantiram a prata.

 A medalha de bronze foi conquistada por esportistas do judô (uma para o feminino e outra para o masculino); do tênis em dupla feminino (uma), da natação masculina (duas); do atletismo masculino (duas); e do boxe masculino (uma). Ao todo, foram sete medalhas de ouro, seis de prata e oito de bronze (veja tabela ao final da matéria). Essa marca é a melhor já obtida pelo país e superou os 19 pódios conquistados na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

Mensagem olímpica

 A senadora Leila Barros (sem partido-DF) participou de três Olimpíadas como integrante de seleção feminina de vôlei (Barcelona 1992, Atlanta 1996 e Sidney 2000), com duas medalhas de bronze nas últimas participações. Emocionada, ela destacou em Plenário, na última quinta-feira (5), o quanto os Jogos de Tóquio ressaltaram “o propósito de enviar ao mundo uma forte mensagem de luta por igualdade, inclusão e respeito às diversidades”.

 — A Olimpíada no Japão se tornou a primeira na qual mulheres e homens puderam carregar juntos a bandeira nacional durante o desfile de abertura. E, para minha enorme felicidade, como ex-atleta olímpica, já temos a melhor participação das mulheres brasileiras em Olimpíadas.

 A medalha, segundo Leila, é importante por valorizar a competição e consolidar a vitória.

 — Porém, são vencedores e dignos de todo o nosso respeito todos os que estão ali representando o nosso país, o nosso Brasil em Tóquio. As Olimpíadas são repletas de histórias incríveis, superação, dor, vitórias e derrotas. São anos de esforço, resiliência, treinamento e absoluta, absoluta, dedicação! — declarou a senadora, que dedicou ao esporte 25 dos seus 50 anos incompletos.

 Fonte: Agência Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

Banco do Brasil chegou a suspender o patrocínio ao vôlei por irregularidades na CBV.
Novas portarias da Secretaria de Estado da Saúde serão publicadas em breve com as regras de funcionamento.
Senador Eduardo Girão (Podemos-CE) criticou a decisão "equivocada" da Câmara dos Deputados.