- A informação que gera opinião!

Aprovado texto-base de projeto sobre licença para rádio comunitária na pandemia

O projeto original do deputado Aluisio Mendes (PSC-MA).

Por Redação

6 de outubro de 2021

às 13:20

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do Projeto de Lei 2750/20, que permite a concessão de licença temporária de operação, por 180 dias, para rádios comunitárias submetidas a medidas disciplinares de restrição de operação, suspensão ou revogação da autorização.

 Os deputados analisam agora os destaques apresentados pelos partidos na tentativa de mudar o texto elaborado pelo relator, deputado Paulo Magalhães (PSD-BA).

 A licença temporária, prorrogável enquanto estiverem em uso medidas de contenção da pandemia de Covid-19, será feita por procedimento sumário, com dispensa de documentações, do pagamento de taxas, multas ou tributos.

 Durante o período da licença temporária, o projeto original do deputado Aluisio Mendes (PSC-MA) suspende as multas e a pena de revogação da autorização. Já o substitutivo aprovado prevê que não haverá suspensão se a penalidade for motivada por produção de interferência indesejável em serviços que se utilizem de ondas de rádio como suporte para a prestação de serviços públicos essenciais.

 Segundo o autor, a intenção do projeto é ajudar a população a obter informações sobre as medidas de contenção e prevenção contra a Covid-19, principalmente em municípios menores.

 Fonte: Agência Câmara de Notícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

O relator do projeto, senador Eduardo Braga (MDB-AM), disse que a aprovação das novas regras vai pacificar as divergências que existem hoje sobre preservação em áreas urbanas no Código Florestal.
Segundo o presidente da República, projeto de lei aprovado por Câmara e Senado contraria o interesse público.
Na Alesc, o PL 386/2021 será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e pela Comissão de Finanças e Tributação antes de ser votado em plenário.