- A informação que gera opinião!

Finanças acata PL para capacitar em primeiros socorros recreadores infantis

Objetivo do projeto aprovado pela Comissão de Finanças é aumentar a segurança das crianças.

Por Redação

16 de setembro de 2021

às 09:40

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 Por unanimidade de votos, a Comissão de Finanças e Tributação apresentou parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 143/2021, que determina que os estabelecimentos de recreação infantil em Santa Catarina capacitem seus funcionários em práticas de primeiros socorros.

 Conforme o autor da proposta, deputado Ismael dos Santos (PSD), o objetivo da medida é aumentar a segurança de crianças e adolescentes dentro do espaço escolar ou recreativo, por meio do oferecimento do conhecimento necessário para que os profissionais possam lidar com as situações emergenciais como engasgos, afogamentos, queimaduras e fraturas até a chegada da equipe médica especializada, ou a obtenção de suporte remoto.

 A responsabilidade pela realização da capacitação será da própria instituição de ensino ou de recreação, se for do setor privado, ou dos sistemas e redes de ensino, se forem instituições públicas.

 A aprovação do projeto teve por base o voto apresentado pela deputada Marlene Fengler (PSD), no qual a parlamentar argumentou que a capacitação visada no texto já está prevista na Lei Federal 13.722, de 2018, de observância obrigatória pela Secretaria de Estado da Educação. A medida, disse Fengler, também não deve acarretar novas despesas ao Estado, visto que o atendimento à educação e recreação infantil é de responsabilidade dos municípios.

 A relatora também acatou emenda modificativa ao texto, apresentada no âmbito da Comissão de Constituição e Justiça, para afastar eventuais inconstitucionalidades por invasão de competência do Poder Executivo estadual.

 Antes de ir a plenário, o projeto também será analisado pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto.

 Fonte: ALESC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Últimas notícias

O relator do projeto, senador Eduardo Braga (MDB-AM), disse que a aprovação das novas regras vai pacificar as divergências que existem hoje sobre preservação em áreas urbanas no Código Florestal.
Segundo o presidente da República, projeto de lei aprovado por Câmara e Senado contraria o interesse público.
Na Alesc, o PL 386/2021 será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e pela Comissão de Finanças e Tributação antes de ser votado em plenário.