- A informação que gera opinião!

Projeto que aumenta transparência nas emendas parlamentares na pauta da CTFC

Projeto da senadora Leila Barros (Cidadania-DF) prevê aumento da transparência no processo de liberação e execução das emendas parlamentares.

Por Redação

16 de agosto de 2021

às 13:00

Compartilhe

 Com nove itens na pauta de votações, a Comissão de Transparência, Fiscalização e Controle (CTFC) tem reunião semipresencial, na segunda-feira (16), a partir das 16h, quando deverá ser votado o Projeto de Lei que prevê aumento da transparência no processo de liberação e execução das emendas parlamentares.

 O relatório do Projeto de Lei Complementar (PLP) 6/2020 já foi lido pelo senador Styvenson Valentim (Podemos-RN). O projeto é de autoria da senadora Leila Barros (Cidadania-DF) e determina que as emendas parlamentares destinadas a Estados, Municípios e Distrito Federal terão que ser discriminadas por autor, destinação, pagamento e pessoas ou empresas beneficiadas. 

 Essa medida, segundo a senadora, além de permitir que o eleitor possa acompanhar a atuação política dos parlamentares em termos de destinação de recursos públicos e suas prioridades, “vai permitir a análise da atuação do Poder Executivo frente às demandas e prioridades definidas pelo Poder Legislativo”.

 A obrigação não valerá para municípios com menos de 50 mil habitantes. 

 “O projeto ainda possui a cautela de não onerar municípios pequenos, ao limitar a obrigatoriedade de prestar essas informações àqueles com mais de 50 mil habitantes”, argumentou Styvenson ao apresentar seu voto favorável.

 Ele também afirmou que o projeto está em consonância com as diretrizes do atual Plano Plurianual (PPA 2020-23), que busca o aprimoramento da governança, da modernização do Estado e da gestão pública federal.

 O projeto prevê que a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios com mais de 100 mil habitantes terão dois anos, após a sanção da matéria, para cumprir as regras. Já os municípios que tenham entre 50 mil e 100 mil habitantes terão três anos para se adaptar às novas exigências.

 Fonte: Agência Senado

Últimas notícias

Só em maio de 2022, remuneração dos 28 gestores municipais consumiu quase meio milhão de reais. Saiba quem são os campeões de ganhos na região.
VEJA! Após pressão, governo acaba de anunciar asfalto nas margens Direita e Esquerda, entre Mirim Doce e Taió
Quase meio século depois - mais uma vez em véspera de eleição -, políticos voltam a dividir eleitores que moram às margens de rio. É nova trapaça em busca de votos?