- A informação que gera opinião!

Escândalo de “venda de receitas médicas” é denunciado ao MP após briga entre Vereador e Secretária em Taió

Eder Ceola pede “instauração de Inquérito Civil Administrativo” contra Rozi Terezinha de Souza para apurar pagamentos totais de R$ 1,2 milhão a médico credenciado pela prefeitura.

Por Redação

17 de maio de 2022

às 13:45

Compartilhe

“Mau uso do dinheiro público” e supostos atos “ilegais – sob as ordens da Secretária”, aponta documento. Caso levanta suspeita de assinatura de prescrições médicas sem a presença de pacientes, o que é proibido.

 Conforme prometido, o vereador Eder Ceola (Podemos) protocolou junto ao Ministério Público (MPSC) pedido de investigação por suposta prática de “venda de receitas médicas” na Secretaria Municipal de Saúde de Taió (SC). A solicitação de providências ao promotor de Justiça Otávio Augusto Bennech Aranha Alves, que deu entrada no MP na última quinta-feira (12), fecha o cerco à secretária de Saúde do município, Rozi Terezinha de Souza.

 A gestora havia alegado “tempo e número de cópias” como motivos que tornam “inviável” o envio de documentos requisitados pelo parlamentar, dificultando a tentativa de esclarecer a suspeita de fraude.

 No ofício de resposta a requerimento de Ceola, Rozi tinha orientado o vereador a conferir a papelada indo na secretaria e na prefeitura.

 Agora, ele solicita à promotoria de Justiça a “instauração de Notícia de Fato [apreciação da demanda] ou, caso [o promotor] entenda possível desde já, Inquérito Civil Administrativo para a apuração dos fatos” relatados.

Pasta de Rozi de Souza sob denúncia de suposta irregularidade. (Captura de Tela: Alto Vale Agora)

 Consultas ou “venda de receitas”?

 De acordo com a denúncia, a fiscalização parlamentar culminou em “dados assustadores” e “ataques pessoais da Secretária”.

 O pivô da crise é um médico credenciado pela prefeitura taioense que teria alcançado a impressionante marca de mais de 14 mil consultas em um ano, algo humanamente impossível.

 Citando links de três reportagens do Portal Alto Vale Agora sobre a polêmica (veja no final), o documento também relata ao Ministério Público que, ao ser questionada sobre o fato, Rozi de Souza respondeu que o fornecimento de receitas é equiparado à consulta, portanto, “justificaria o alto número de atendimentos a cada minuto”. 

 No entanto, segundo Ceola, a revelação aponta para a prática de “venda de receitas médicas”.

 A assinatura de prescrições sem a presença de pacientes é proibida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), conforme informanos anteriormente.

Eder Ceola encaminhou denúncia ao Ministério Público. (Foto: Divulgação)

 Supostos “atos irregulares – e até ilegais” da secretária

 A denúncia acrescenta que o médico recebeu pagamentos da prefeitura no valor de R$ 70 mil (2018), R$ 60 mil (2019), R$ 338,2 mil (2020), R$ 546,8 mil (2021) e, no ano de 2022, até o momento, R$ 228,3 mil. O total atinge R$ 1,24 milhão.

 Ocorre que os demais médicos, para o exercício da mesma função, receberam em média R$ 13,3 mil por mês, fato que chamou a atenção do vereador para justificar o encaminhamento do caso à Promotoria de Justiça da Comarca de Taió.

 Ainda segundo a queixa, as altas verbas públicas aplicadas de forma desproporcional em favor do clínico geral “desafiam até mesmo os especialistas em saúde pública que trabalham há muitos anos nesta área”, sugerindo o “mau uso do dinheiro público e a suposta prática de atos irregulares – e até ilegais – sob as ordens da Secretária de Saúde Municipal.”

 Por fim, o vereador reforça “a legitimidade ativa do Ministério Público na proteção do patrimônio público, na preservação da saúde pública e na tutela de direitos difusos, coletivos e até mesmo individuais”; e pede deferimento.

Denúncia está nas mãos do promotor de Justiça Otávio Augusto Bennech Aranha Alves. (Foto: Divulgação)

 O que poderá acontecer? A secretária está mais perto de ‘cair’ do cargo? Os demais vereadores taioenses vão ficar apenas assistindo? E o prefeito Horst Alexandre Purnhagen (MDB) vai agir para resolver a crise na saúde pública e a falta de médicos nos postos do município?

Veja a denúncia completa entregue ao MP

Fotomontagem de Capa: Alto Vale Agora

VÍDEOS: Briga entre Vereador e Secretária revela escândalo na Saúde que deve chegar ao MP

EXCLUSIVO: Confissão de irregularidade grave complica secretária, médico e prefeito de Taió

Secretária obstrui investigação na Saúde e atrasa denúncia de suspeita grave ao MP, acusa vereador

Últimas notícias

Com a ‘solução’ de pavimentação parcial nos dois lados do rio – que o governo encaminhou após suposta quebra de palavra de parceria do prefeito taioense com o gestor mirindocense...
Só em maio de 2022, remuneração dos 28 gestores municipais consumiu quase meio milhão de reais. Saiba quem são os campeões de ganhos na região.
VEJA! Após pressão, governo acaba de anunciar asfalto nas margens Direita e Esquerda, entre Mirim Doce e Taió